(PRINCIPAL) Divisão de Vigilância Sobre o Meio


A DIVISÃO DE VIGILÂNCIA SOBRE O MEIO-DVVSM, conta com uma Equipe Técnica de 7 profissionais de nível superior, inserida na Superintendência de Vigilância em Saúde–SVS e mais especificamente dentro do Departamento de Vigilância Ambiental-DEVA.

A implantação da Vigilância Ambiental em Saúde tem se apresentado como um novo modelo de atenção, capaz de implementar avanços nas ações de promoção e de proteção à saúde da população, através do monitoramento e do controle de problemas decorrentes do desequilíbrio do Meio Ambiente, relacionando-os de forma que se busque o planejamento e o desenvolvimento de ações para eliminar ou reduzir a exposição humana a esses fatores prejudiciais à saúde.
A principal missão é avaliar as questões relacionadas ao Meio Ambiente visando associar as alterações negativas que podem repercutir direta ou indiretamente sobre a Saúde Humana. Desta forma é importante a busca pelo correto gerenciamento dos fatores de risco relacionados à saúde como parte integrante das ações de Vigilância em Saúde.

A Instrução Normativa nº 1, de 7 de março de 2005 regulamentou o Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental – SINVSA que atribui ao SUS a coordenação, avaliação, planejamento, acompanhamento, inspeção e supervisão das ações de Vigilância relacionadas às doenças e agravos à saúde no que se refere a:
  • ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO (VIGIAGUA);
  • CONTAMINAÇÕES DO AR (VIGIAR);
  • CONTAMINAÇÕES DO SOLO (VIGISOLO);
  • DESASTRES NATURAIS (ENCHENTES);
  • CONTAMINANTES AMBIENTAIS E SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS (VIGIQUIM);
  • ACIDENTES COM PRODUTOS PERIGOSOS (VIGIAPP);
  • EFEITOS DOS FATORES FÍSICOS (VIGIFIS);
  • CONDIÇÕES SAUDÁVEIS NO AMBIENTE DE TRABALHO (SAÚDE DO TRABALHADOR);
DIVISÃO DE VIGILÂNCIA SOBRE O MEIO - DVVSM
Rua Piquiri, 170 - 1° Andar – Bairro Rebouças - Curitiba/PR - CEP: 80.230-140
Coordenador: JOSÉ LUIZ NISHIHARA PINTO - E-MAIL: NISHIHARA@SESA.PR.GOV.BR - 41.3330-4469 ou 4468 ou 4494

PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES

  • Realizar inspeção na área de Vigilância Ambiental, em caráter complementar no nível Regional e/ou Municipal;
  • Coordenar, gerenciar e analisar a implantação dos instrumentos de coleta e inclusão de dados para os Sistemas de Informações relacionados à Vigilância Ambiental (SISAGUA e SISSOLO)
  • Promover análise conjunta de outros indicadores de saúde (Monitoramento de Doenças Diarréicas Agudas-MDDA, HEPATITES VIRAIS, DENGUE), de forma a identificar fatores de risco para o desenvolvimento de estratégias de ações de prevenção e controle na área de Vigilância Ambiental;
  • Promover a divulgação de informações da área de Vigilância Ambiental, no que diz respeito aos Indicadores de Saneamento, junto à sociedade civil, instituições de ensino e órgãos públicos;
  • Promover integração junto à sociedade civil, instituições e órgãos públicos, buscando participação efetiva na proposição de estratégia institucional em Plano Estadual que visem harmonização das atividades de prevenção e resposta em situações de desastres, acidentes e situações de emergência (acidentes com produtos perigosos, enchentes, poluição das águas, preservação do Meio Ambiente);
  • Participar em grupos técnicos coordenados pela CGVAM/SVS/MS, com as Vigilâncias Ambientais das demais Unidades Federadas, para elaboração de normatização e implantação/implementação de Programas Nacionais;
  • Elaborar material educativo e de divulgação (folheto, cartilha, cartaz, banner, audio-visual, vídeo, filme), referente ao Meio Ambiente relacionado à Saúde Pública;
A Secretaria de Vigilância em Saúde está estruturando um Painel objetivando reunir, integrar e disponibilizar aos usuários (Gestor e Sociedade) dados e informações relacionadas a área da Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador para análise de situação em saúde.
Recomendar esta página via e-mail: