Rede de Atenção à Saúde Mental



sa
Norma Geral de Regulação do Fluxo Assistencial Hospitalar em Saúde Mental
Mapa estratégico da Rede de Saúde Mental
MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DA REDE DE ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL
COMITÊ INTERSECRETARIAL DE SAÚDE MENTAL DO ESTADO DO PARANÁ – CISMEEP
APSUS SAÚDE MENTAL  - 8ª Oficina
PASSO A PASSO DE IMPLANTAÇÃO
Materiais de Apoio
Legislação
Links importantes
Equipe Técnica


Eventos:
Mobilização Paranaense para Promoção da Saúde Mental - 30/11/11 a 02/12/11
1º Encontro Estadual de Saúde Mental: implementando a Rede de Atenção à Saúde Mental – 10 e 11/07/12
1º Fórum de Saúde Mental Juvenil Sul

Lançamento da Rede de Saúde Mental:
Apresentação da Rede
Serviços da Rede
Oficinas
Linha guia de Saúde Mental

A Rede de Atenção à Saúde Mental do Paraná tem como objetivo promover o cuidado integral às pessoas com sofrimento, transtornos mentais e/ou necessidades decorrentes do uso de drogas em todo o estado. Tanto os usuários quanto seus familiares encontram apoio nos diversos pontos de atenção da rede, como as Unidades de Saúde, os Centros de Atenção Psicossocial – CAPS, Unidades de Acolhimento, Serviços Integrados de Saúde Mental – SIMPR, entre outros.

Para a efetivação dessa rede, a Secretaria de Estado da Saúde – SESA redefiniu suas diretrizes por meio de um processo de planejamento estratégico, de forma a incluir os pequenos municípios que não são contemplados na política nacional.

A SESA estimula a criação de políticas municipais em consonância com a Reforma Psiquiátrica brasileira, articula as negociações regionalizadas, fiscaliza e oferece suporte técnico às equipes, observando que as ações devam ser estruturadas a partir da realidade municipal, microrregional, regional e macrorregional.

PONTOS DE ATENÇÃO


Devido à transversalidade e complexidade do campo da saúde mental, foram incorporados aos pontos de atenção serviços para além da área da saúde, mas que são importantes para promover o cuidado integral do usuário.

Atenção Primária:
  • Domicílio
  • Grupo de Ajuda Mútua
  • Consultório na Rua
  • Unidade de Atenção Primária
  • Núcleo de Apoio à Saúde da Família
  • Academia da Saúde
  • Escola
  • CRAS – Centro de Referência de Assistência Social
  • Associações, ONGs, Centros de Convivência, Espaços Religiosos
Atenção Secundária:
  • CAPS – Centro de Atenção Psicossocial
  • CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social
  • Unidade de Acolhimento / Serviço de Atenção em Regime Residencial
  • Centro de Especialidades
  • Hospital Geral
  • Hospital Especializado em Psiquiatria
  • Pronto Atendimento
  • Serviço Residencial Terapêutico
  • SIMPR – Serviço Integrado de Saúde Mental

SIMPR – Serviço Integrado de Saúde Mental


O SIMPR é um dos pontos de atenção da Rede de Saúde Mental. É o diferencial do Paraná na atenção às pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.

O serviço tem o perfil tanto ambulatorial quanto residencial temporário com atuação regional e plantão 24 horas. Além do atendimento multiprofissional, quando necessário, o SIMPR também poderá oferecer moradia temporária conforme indicação da equipe de saúde.

A SAÚDE MENTAL NO PARANÁ

A Rede de Saúde Mental vem sendo construída desde 2011, no início da atual gestão. Várias ações contribuíram para que a rede pudesse ser lançada no Paraná e tenha resultados concretos para o acesso da população a serviços de qualidade.

  • Instituição do Comitê Gestor Intersecretarial de Saúde Mental – CISMEEP, composto pelas secretarias estaduais da Saúde; Educação; Justiça, Cidadania e Direitos Humanos; Família e Desenvolvimento Social; Segurança Pública e Vice-governadoria.
  • Implantação dos Comitês Regionais e Municipais Intersetoriais de Saúde Mental.
  • Inclusão dos leitos de saúde mental em hospital especializado, no Complexo Regulador do Estado, realizado por equipe especializada.
  • Realização do I Encontro de Saúde Mental do Estado do Paraná – 2012.
  • Realização de encontros macrorregionais e regionais com temáticas diversificadas e de reuniões periódicas com os municípios.
  • Elaboração dos Planos de Ações Regionais de Saúde Mental baseados no diagnóstico situacional, nas potencialidades e possibilidades de cada município/região.
  • Instituição do Grupo Condutor Estadual da Rede de Atenção Psicossocial e Comissão de Desinstitucionalização.
  • Realização da Oficina de Saúde Mental no APSUS – Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde para capacitação das equipes municipais.
  • Elaboração de instrumento de Estratificação de Risco em Saúde Mental e de planilhas de programação de ações de saúde mental para as equipes de Atenção Primária à Saúde.
Recomendar esta página via e-mail: