Rede de Atenção à Saúde Bucal

saA Rede de Atenção à Saúde Bucal foi criada pelo governo do Paraná para proporcionar à população dos 399 municípios maior qualidade, eficiência e eficácia dos serviços públicos odontológicos do Estado. Muda o conceito da assistência à saúde, feita de forma pontual e isolada, para o de atenção à saúde em que o sentido “cuidador” é fortalecido. Busca ainda estimular a promoção da saúde, prevenção e o controle das doenças bucais, a partir de um modelo de gestão articulado com as demais áreas governamentais e a sociedade civil.
Com bases bem definidas, esse é o resultado de um trabalho estratégico desenvolvido pela Secretaria de Estado da Saúde ao longo de três anos, período no qual investiu-se na educação permanente dos profissionais da área, objetivando a melhoria do atendimento aos cidadãos paranaenses de todas as idades.

Na prática, as ações que envolvem a profilaxia (prevenção), o tratamento e a reabilitação do paciente serão realizadas de maneira ordenada pelas Unidades da Saúde da Família e com sistemas de referência e contrarreferência para a atenção secundária e terciária.

COMPONENTES DA REDE DE SAÚDE BUCAL
A valorização dos Pontos de Atenção – locais em que serão prestados os atendimentos à população – na atenção primária, secundária e terciária; a estratificação de risco e a mudança da gestão do processo de trabalho são itens-chave do processo de transformação.

AÇÕES
Na Atenção Primária

- Incentivo a melhoria da estrutura e ambiência dos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS), investindo em equipamentos e periféricos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS).
- Incentivo financeiro para os municípios.
- Implantação da Segunda Opinião Formativa e Telessaúde, com a cessão de câmeras intraorais para apoiar os profissionais das equipes de APS.
- Apoiar os municípios para qualificação da gestão do processo de trabalho e estabelecimento de protocolos de atendimento.

Na Atenção Secundária
- Incentivo para a implantação de novos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) com abrangência regional.
- Incentivo financeiro aos Consórcios Intermunicipais de Saúde para a melhoria do atendimento nos Centros de Especialidades Odontológicos já instalados e implantação de novos CEOs.
- Estabelecimento de parcerias com as Universidades Estaduais, para fortalecer a integração ensino-serviço e fomentar a educação permanente dos profissionais de saúde bucal do Estado.
- Fortalecimento do Centro de Atenção Integral ao Fissurado (CAIF) no atendimento a pacientes portadores de deformidades congênitas da face.
- Fortalecimento do Centro Regional de Atendimento Integral ao Deficiente (CRAID) no atendimento a pacientes com deficiência.

Na Atenção Terciária

- Implantação do atendimento, sob anestesia geral, de pacientes com deficiência que possuem dificuldades para o atendimento ambulatorial, em hospitais de referência, com distribuição macrorregional.
- Atendimento cirúrgico ao paciente oncológico em hospitais de referência.
- Atendimento ao trauma maxilofacial.

LINHA GUIA DA REDE DE SAÚDE BUCAL

Programa Estadual de Bochecho com Flúor

Programa Estadual de Detecção precoce do Câncer Buscal

Rede de Saúde Bucal

Vídeo Explicativo Linha Guia Rede de Saúde Bucal:

Recomendar esta página via e-mail: