Como Funciona a Logística das Doações de Orgãos?

Após ser diagnosticada a morte encefálica no hospital e a família autorizar a doação, a CET/PR é notificada pela – Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos – CIHDOTT sobre a existência de possível doador. Com isso, a Central emite por sistema informatizado a listagem de potenciais receptores - ranking - e mobiliza uma equipe médica especializada para a retirada dos órgãos e tecidos.

Se a retirada ocorrer em cidade diversa de onde está a equipe médica a CET/PR entra em contato com a Casa Militar do Governo do Paraná, que prontamente organiza o transporte aéreo.

Chegando ao local da captação, a equipe realiza o procedimento, informa a CET/PR e direciona o transporte dos órgãos e tecidos para o local onde o transplante será realizado.

Todo o processo deve ser feito em um curto espaço de tempo, pois entre a retirada do órgão do doador e o transplante no paciente, em alguns casos, não pode ultrapassar 4 (quatro) horas, como por exemplo, o transplante de coração.
Recomendar esta página via e-mail: