Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas

786

O Governo do Paraná está realizando um grande movimento para reduzir a fila de espera por cirurgias eletivas de média complexidade. O objetivo é, em um ano, realizar 30 mil procedimentos eletivos. A expectativa é ampliar em 50% o número de procedimentos realizados no período de 12 meses.

Clique na imagem e confira o vídeo informativo

5



OBJETIVOS

- Estabelecer estratégia de ampliação do acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos, em especial aqueles com demanda reprimida identificada
- Reduzir as desigualdades regionais e por especialidade dos procedimentos cirúrgicos em todo Paraná
- Zerar a demanda para realização de cirurgias de Catarata
- Reduzir ao máximo o tempo de espera para a realização dos demais procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade



VIGÊNCIA:
1 de setembro de 2015 a 31 de agosto de 2016

RECURSOS ESTIMADOS: R$ 33 milhões do tesouro estadual

META ESTIMADA: 30 mil cirurgias no período de um ano



ETAPAS

- Levantamento pelas Regionais de Saúde da fila de espera de procedimentos cirúrgicos de média complexidade por especialidade
- Resolução da SESA instituindo o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas de Média Complexidade
- Criação de grupos condutores a fim de planejar, monitorar e avaliar o mutirão no âmbito da região de Saúde. O grupo será presidido pelo Diretor da Regional de Saúde e será composto por representação do município sede e de outros dois municípios designados pelo CRESEMS
- Pactuação na CIB Estadual
- Qualificação da fila de espera em articulação com as Secretarias Municipais de Saúde
- Programação dos procedimentos com oferta na rede prestadora de serviços do SUS das Cirurgias Eletivas e vinculação da demanda nos prestadores existentes
- Realização de convênios com instituições parceiras e chamamento público para procedimentos de especialidade com oferta crítica



ESTRATÉGIAS

- Garantir escala para viabilizar a oferta de serviços
- Organizar transporte sanitário
- Realizar exames pré-operatórios no âmbito local e regional
- Internação em Hospital Dia reduzindo o tempo de permanência



FLUXOS DE ENCAMINHAMENTOS PARA PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS


Sintético                                                                                                                                 HOSPITAIS DE REFERÊNCIA ESTADUAL

98.
                               Hospital Angelina Caron - CAMPINA GRANDE DO SUL
                                        Hospital Nossa Senhora do Rocio - CAMPO LARGO                                      Hospital Regional João de Freitas - ARAPONGAS
                                                                                                                       Hospital Metropolitano de Sarandi - SARANDI

1º Nível – Cidades

yt                           HOSPITAIS DE REFERÊNCIA REGIONAL
          
                         Hospitais que compõem a Rede HOSPSUS   
                                    Hospitais estratégicos definidos pelo grupo condutor.

2º Nível - Regional       
                                                                                                                      SERVIÇOS DE OFTALMOLOGIA DE REFERÊNCIA
5
                       Hospital de Olhos de Campo Largo e Curitiba
                   Hospital de Olhos HOFTALON de Londrina
                  Hospital do Norte Pioneiro de Jacarezinho
               Santa Casa de Paranavaí




3º Nível - Macrorregional                                                                       4º Nível – Curitiba, Londrina, Campina                                                                                                                     Grande do Sul, Campo Largo,  
                                 Sarandi e Arapongas 63                                  5                                                                          

                                                                                                            

SITUAÇÃO ATUAL - PARANÁ

Demanda Reprimida - 67.878 cirurgias eletivas

Ortopedia – 12. 415
Ginecologia – 10.113
Cirurgia Geral – 9.260
Otorrinolaringologia – 6.687
Catarata – 5.251
Urologia – 4.684



DIVISÃO POR REGIONAIS

MACRO - Leste
1ª Paranaguá - 7 municípios 
2ª Curitiba - 29 municípios

MACRO - Campos Gerais
3ª Ponta Grossa -12 municípiosk
4ª Irati - 9 municípios
6ª União da Vitória - 9 municípios

MACRO - Oeste
5ª Guarapuava - 20 municípios
7ª Pato Branco - 15 municípios
8ª Francisco Beltrão - 27 municípios
9ª Foz do Iguaçu - 9 municípios
10ª Cascavel - 25 municípios

MACRO - Noroeste
11ª Campo Mourão - 25 municípios
12ª Umuarama - 21 municípios
13ª Cianorte - 11 municípios
14ª Paranavaí - 28 municípios
15ª Maringá - 30 municípios

MACRO - Norte
16ª Apucarana - 17 municípios
17ª Londrina - 21 municípios
18ª Cornélio Procópio - 21 municípios
19ª Jacarezinho - 22 municípios
20ª Toledo  - 18 municípios
21ª Telêmaco Borba Toledo - 7 municípios
22ª Ivaiporã - 16 municípios


 
ARQUIVOS DE APOIO

RESOLUÇÃO 328/2015 - Institui o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas de Média Complexidade

Apresentação geral do Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas

Tabela de Incremento nos procedimentos

Apresentação da PORTARIA/MS 1.034 de 22/07/2015
- Redefine a estratégia para ampliação do acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para o exercício de 2015.

Deliberação CIB 147 e 148 de 30/09/2015 - Dispõe sobre o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas



CONTATO

Superintendência de Gestão de Sistemas de Saúde (SGS)

Telefone: (41) 3330-4583 - Ariana Chaves
Email: ariana.chaves@sesa.pr.gov.br






Recomendar esta página via e-mail: