(SPP/DVSAM - Saúde Mental) Conceitos


  • Pontos de Atenção
    • Unidade de Saúde: Acessibilidade, atendimento a população adstrita, responsabilidade de oferecer serviços essenciais, reconhecimento pelos usuários, coordenação da atenção, foco na família e orientação comunitária.

    • Domicílio: A família como participante ativo no tratamento.

    • Pronto atendimento (pacientes em situação de urgência e emergência).

    • Ambulatórios: deve-se priorizar o atendimento ambulatorial, para evitar o processo de estigmatização da internação psiquiátrica e estimular a autonomia do cidadão.

    • Oficina Terapêutica: Recurso "complementar ao ambulatório e tem o intuito de resgatar individualidades, descobrir potencialidades, desenvolver habilidades específicas e prover suporte de tratamento como atividade grupal que proporcione a socialização do cidadão e facilite o vinculo afetivo com profissionais e outros participantes da oficina".

    • CAPS - Centro de Atenção Psicossocial: Serviço ambulatorial de atenção diária que funciona segundo a lógica do território. Atende prioritariamente pacientes com transtornos mentais severos e persistentes em que o comprometimento requer monitoramento intensivo, semi-intensivo. deve ser indicado para a fase de reabilitação visando a reinserção social do cidadão. Auxilia na recomposição da estrutura interna e social da pessoa como instância dento do contínuo tratamento.

    • Residência Terapêutica: Pacientes psiquiátricos que perderam a estrutura social e familiar e necessitam de acompanhamentos especializados e uma moradia temporária.

    • Hospital-Dia - Transição após a alta do hospital integral.

    • Hospital Clínico - Leitos Psiquiátricos em hospital geral

    • Hospital Psiquiátrico Integral - Indicado para o caso específicos e somente quando esgotados todos os recurso extra-hospitalares.
Recomendar esta página via e-mail: