Teste do Pézinho


A Triagem Neonatal, também conhecida como o teste do pezinho é um meio de se fazer o diagnóstico precoce de diversas doenças congênitas assintomáticas no período neonatal, permitindo a prevenção contra as seqüelas que podem causar se instaladas no organismo humano. Toda criança nascida em território nacional tem direito ao Teste do Pezinho, mas para alcançar o seu objetivo primordial de detectar algumas doenças esse teste deve ser feito no momento e da forma adequados.

A coleta nunca deve ser feita num período inferior a 48 horas de amamentação e nunca superior a 30 dias, sendo o ideal entre o 3º e o 7º dia de vida. As gestantes devem ser orientadas sobre a importância do teste e procurar um Posto de Coleta ou um Laboratório indicado pelo pediatra dentro do prazo. No posto de coleta, será feita uma ficha cadastral da criança com dados para a identificação. É importante que a mãe dê todas as informações de forma clara, principalmente o endereço, pois se o resultado estiver alterado a família deverá ser contactada com rapidez.

No Paraná o teste é realizado na Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional, que possui o único centro de triagem neonatal do estado. As doenças pesquisadas há mais tempo são a fenilcetonúria e o hipotireoidismo congênito, mas também são detectadas a anemia falciforme, fibrose cística e deficiência de biotinidase. "É um teste simples, e você consegue verificar outras centenas de doenças com apenas uma mancha de sangue no papel", afirma Mouseline Torquato Domingos, responsável pelo Laboratório da Fepe.
Mensalmente o Centro de Referência em Triagem Neonatal faz a triagem de cerca de vinte mil crianças. 

Desse montante tem-se uma média de quatro casos de hipotireoidismo, dois casos de fibrose cística, um caso de anemia falciforme e um de fenilcetonúria. Quanto à deficiência da biotinidase, tria-se um caso a cada sessenta mil crianças, aproximadamente. "O programa de triagem neonatal vem crescendo bastante nesse sentido de estar incluindo outras doenças com o mesmo propósito de prevenir efeitos e seqüelas que elas podem vir a causar", ressalta Mouseline. 

DOENÇAS TRIADAS: 
Fenilcetonúria
Hipotireoidismo Congênito
Deficiência de Biotinidase
Hemoglobinopatias
Fibrose Cística

Prevenir a deficiência mental e a evolução de outras doenças graves no bebê representa para a família, evitar problemas sociais, econômicos, emocionais, e, para a comunidade e o Estado, a redução de grandes recursos especializados que deverão ser colocados à disposição, por toda uma vida de excepcionalidade.

VAMOS EVITAR, VAMOS PREVENIR 

LEMBRE-SE O TESTE É GRATUITO E OBRIGATÓRIO

Recomendar esta página via e-mail: