Sanitaria - Serviços - Radiação Ionizante - Radiologia


                                                                                                                       Radiologia


RAIOS X é a denominação dada à radiação eletromagnética de alta energia que tem origem na eletrosfera ou no freamento de partículas carregadas no campo eletromagnético do núcleo atômico ou dos elétrons. São produzidos em máquinas especialmente projetadas conforme a finalidade a que se destinam: para raios X convencional, fluoroscopia, mamografia, tomografia, etc.. 

A PRODUÇÃO DO RAIOS X - TUBOS DE RAIOS X 
Quando elétrons, acelerados por um campo elétrico intenso, colidem com um alvo metálico, eles reduzem sua energia cinética,mudam de direção e, alguns deles, emitem a diferença de energia sob a forma de ondas eletromagnéticas, os raios X. Os elétrons sofrem espalhamento e redução de velocidade devido à atração da carga do núcleo e à repulsão do elétrons dos átomos do material alvo. Por isso, esse tipo de radiação é também denominado de radiação de freamento (bremsstrahlung).

O feixe de elétrons é gerado por emissão termoiônica num filamento aquecido. O campo elétrico é obtido aplicando-se uma alta voltagem entre os terminais do tubo de raios X, onde o alvo metálico, o anodo, é polarizado positivamente e o filamento, catodo, negativamente. A emissão de raios X só ocorre, obviamente, quando estiver ligada a alta tensão. Quanto maior a tensão aplicada ao tubo, maior será a energia dos raios X gerados e maior também o seu poder de penetração. Aumentando-se a corrente, aumenta-se a intensidade do feixe. A figura abaixo mostra o esquema básico de uma máquina de raios X.

As máquinas utilizadas para radiologia oral apresentam a kilovoltagem na faixa de 50 a 90 kV; para radiodiagnóstico médico, de 100 kV a 150 kV e as utilizadas em radiografia industrial, de 150 a500 kV.






Esquema de uma máquina geradora de raios X

 

Os feixes de raios X produzidos por essas máquinas, são direcionados, colimados e filtrados com a finalidade de obtenção de um feixe útil, que ao passar pela porção de um corpo a ser examinado, impressionará um detector de radiação e após, na obtenção de uma imagem, capaz de fornecer dados para diagnóstico.

Recomendar esta página via e-mail: