Notícias da SESA

12/11/2012

Repasses do Estado para a Santa Casa de Campo Mourão estão em dia

O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, lamentou a decisão da direção da Santa Casa de Campo Mourão de fechar o pronto-socorro da instituição para atendimento pelo SUS. De acordo com o secretário, o governo do Estado tem garantido recursos tanto para o custeio quanto para investimento no hospital. Além disso, a decisão desconsidera um acordo fechado em outubro que prevê o repasse de R$ 690 mil para a instituição.

O acordo foi negociado por representantes do governo estadual, da prefeitura de Campo Mourão e da Santa Casa. Ele estabelece que os recursos, do governo federal, serão repassados em três parcelas, referentes à competência dos meses de novembro, dezembro e janeiro. É uma solução temporária, até que o Ministério da Saúde faça a ampliação definitiva do teto financeiro do SUS para o município.

Para a Secretaria de Estado da Saúde, o repasse é suficiente para garantir a continuidade do atendimento do pronto-socorro do hospital, estratégico para a região. “Estamos pleiteando mais recursos junto ao Ministério da Saúde para a recomposição do teto ginanceiro de Campo Mourão, que atualmente está sob Gestão Plena do Sistema”, explicou o superintendente de Gestão de Sistemas de Saúde da secretaria, Paulo Almeida.

OUTROS RECURSOS – A Santa Casa de Campo Mourão faz parte do programa HospSUS (Programa Estadual de Apoio aos Hospitais Públicos e Filantrópicos) e recebe R$ 160 mil por mês para ser referência das Redes de Urgência e Emergência e Mãe Paranaense. “Desde que foi lançado o programa, o governo estadual já repassou R$ 2,4 milhões à Santa Casa de Campo Mourão”, explicou Almeida. Ele informou que todos os pagamentos referentes ao HospSUS estão em dia.

INVESTIMENTOS – O Governo também repassou R$ 3,8 milhões para melhoria da maternidade da Santa Casa. Deste total, R$ 2 milhões foram destinados para as obras e R$ 1,8 milhão para a aquisição de equipamentos. O pronto-socorro recebeu R$ 1,6 milhão, sendo R$ 1 milhão para as obras e R$ 580 mil para a compra de equipamentos.

Além das obras de ampliação do hospital, o governo realiza obras do trevo da PR-558, principal via de acesso à Santa Casa. O projeto de melhoria na rodovia estadual, que inclui o alargamento de um trecho de dois quilômetros da estrada, recebeu investimento de R$ 1,8 milhão.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.