Notícias da SESA

16/04/2014

Vacinas contra a gripe chegam ao Paraná com atraso

saO Paraná recebeu nesta quarta-feira (16), do Ministério da Saúde, cerca de 1,8 milhão de doses da vacina contra a gripe para a campanha de vacinação que se inicia no dia 22 de abril. Na segunda-feira (14), o Ministério da Saúde alertou os estados sobre o atraso na distribuição das doses. A secretaria estadual da Saúde já organizou a estratégia de distribuição das vacinas, mas, em virtude do atraso na entrega e do feriado prolongado, é possível que alguns municípios ainda não tenham recebido as doses no dia do início da campanha.

“Lamentamos que o Ministério da Saúde só tenha nos enviado as vacinas nesta semana, o que prejudicou a estratégia de distribuição. Sabemos que a vacina é muita aguardada e é possível que algumas pessoas que forem procurá-la no primeiro dia possam se frustrar”, afirma o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

Segundo ele, no sábado (26), dia “D” de vacinação, todas as unidades já estarão abastecidas para atender a população. “Neste dia esperamos um movimento maior, porque é fim de semana e as unidades de saúde estarão abertas o dia todo. A campanha segue até 9 de maio.

Somente cinco Regionais de Saúde já receberam as doses: Metropolitana de Curitiba, Foz do Iguaçu, Umuarama, Cianorte e Toledo, o que abrange 88 municípios. Os demais já foram avisados desta mudança na logística e orientados a buscarem as doses nas regionais para agilizar o processo de distribuição.

“Orientamos aos cidadãos que têm direito à vacina, para que se informem se as unidades de saúde de seu município já dispõem das doses antes de ir se vacinar, para que não percam tempo”, explica o coordenador do Programa Estadual de Imunização, João Luis Crivellaro.

Quem poderá ser vacinado - Crianças entre seis meses e quatro anos, gestantes, puérperas (mulheres em pós-parto até 45 dias), indígenas, idosos, doentes crônicos, trabalhadores de saúde e população privada de liberdade. A expectativa é que 2.9 milhões de paranaenses recebam a vacina durante a campanha. As doses da vacina estarão disponíveis em mais de 2,5 mil postos e unidades básicas de saúde do Paraná.

A vacina, que estará disponível na rede pública, protege contra os vírus mais circulantes no país (Influenzas A H1N1 e H3N2 e Influenza B), por isso todas as pessoas que se vacinaram no ano passado devem receber a dose novamente. A vacina é segura e só é contraindicada para pessoas que já apresentaram reações adversas em campanhas anteriores ou que tenham alergia a ovo.

Atendimento – A melhor forma de se proteger da gripe é praticar hábitos saudáveis, como manter os ambientes arejados e higienizar as mãos, sempre que possível.

Além disso, as pessoas com suspeita de gripe devem procurar atendimento médico o mais rápido possível, preferencialmente nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas. “Não se automedique. Procure atendimento médico e só utilize o medicamento indicado. O antiviral oseltamivir (tamiflu), por exemplo, está disponível gratuitamente nas unidades de saúde e pode ser retirado a partir da receita médica”, explica Sezifredo Paz.

A Secretaria da Saúde fez a distribuição de 16 mil tratamentos de oseltamivir para unidades de saúde e hospitais de referência. Outros 5 mil tratamentos estão em estoque no Cemepar.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.