Matérias da SESA

15/02/2017

Prefeitos e secretários conhecem políticas de incentivo na área da saúde

Prefeitos e secretários conhecem políticas de incentivo na área da saúdeMais de 800 pessoas participaram nesta quarta e quinta-feira (14 e 15) do II Encontro Paranaense de Gestores Municipais de Saúde, realizado em Curitiba. Durante dois dias, prefeitos e secretários municipais puderam conhecer um pouco mais sobre os programas e ações do Governo do Estado na área da saúde. Destaque para os programas estruturantes e linhas de incentivo inéditos, que fortalecem a rede de saúde dos municípios.

Foi a oportunidade também do Estado apresentar os avanços conquistados no setor e discutir os desafios e prioridades da gestão do SUS nos próximos anos. Uma equipe multiprofissional da Secretaria de Estado da Saúde ficou à disposição para tirar dúvidas e dar suporte técnico aos gestores, tendo em vista as dificuldades nesses primeiros meses de administração.

Segundo o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, o apoio aos municípios tem sido a principal marca da gestão do governador Beto Richa. “Ao longo dos últimos seis anos criamos uma série de incentivos que ajudam as prefeituras a gerir o sistema de saúde. O objetivo é ampliar o acesso e garantir a qualidade da assistência ofertada à população”, explicou.

Desde 2011, o Estado aplicou quase R$ 15 bilhões em ações e serviços de saúde. O valor é mais que o dobro do que foi investido nos oito anos anteriores. “Grande parte desses recursos foram destinados exclusivamente aos municípios. Investimentos que permitiram a reestruturação da base do sistema e o custeio de diversos serviços”, explicou o secretário.

APOIO – Para o presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Mauro Junqueira, o Paraná hoje se tornou referência em saúde pública no país muito por conta dessa estreita relação com as prefeituras. “É preciso destacar o que está sendo feito aqui. Mesmo neste momento de crise nacional, o Governo do Paraná é parceiro das prefeituras e mantém todos os repasses em dia. Isso é um exemplo de gestão que trabalha a favor dos municípios”, ressaltou.

Quem compartilha da mesma opinião é o prefeito de Palotina, Jucenir Stentzler. Presidente do consórcio que administra o Samu da região Oeste, ele fez questão de participar de todo o evento e destacou as melhorias conquistadas graças ao apoio do Estado. “Hoje nossa região conta com o serviço do Samu em pleno funcionamento. São 43 municípios atendidos e ainda temos o suporte de um helicóptero bancado pelo Estado. Esse tipo de projeto só sai do papel se houver entendimento entre prefeituras e governo estadual”, declarou.

Prefeitos e secretários conhecem políticas de incentivo na área da saúdeREDES – Baseada no trabalho articulado em redes de atenção, a política de saúde adotada no Paraná conta com diversos programas estruturantes que norteiam as ações em todo o Estado. Entre eles estão o APSUS, ComSUS, HospSUS, VigiaSUS e o Farmácia do Paraná, que injetam recursos diretamente nas prefeituras. Todos eles estão pautados em um tripé, que envolve investimentos em custeio, capital e capacitação profissional.

No caso do APSUS, o foco é a qualificação da atenção primária. É através desta iniciativa que o Estado investe na construção, reforma e ampliação de Unidades de Saúde, compra de equipamentos para serviços básicos e aquisição de veículos para o transporte sanitário.

Contemplado com a construção de uma nova unidade de saúde, em 2013, o município de Munhoz de Mello, no norte do Estado, foi usado como exemplo na área da atenção primária. O secretário municipal de saúde, Mauro Sérgio de Araújo, contou que a abertura do novo serviço possibilitou uma grande transformação no modelo de atendimento aos pacientes.

“Não ganhamos apenas em estrutura física, com um novo prédio e novos equipamentos. A principal mudança foi no engajamento da equipe, que hoje trabalha de forma efetiva em prol do cuidado integral dos pacientes”, relatou Araújo. A equipe de Munhoz de Mello foi inclusive premiada recentemente pela excelência nos serviços prestados. Eles receberam o selo prata de qualidade do Governo do Estado.

NOVIDADES – Durante o evento, o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paz, aproveitou a oportunidade para falar dos novos projetos que estão por vir ainda este ano. São linhas de incentivo, como recursos para compra de equipamentos de fisioterapia, ônibus para o transporte de pacientes, reforma de unidades de saúde e outros valores destinados à rede básica e a rede hospitalar. “Ouvindo as demandas dos prefeitos e secretários, decidimos inovar e ampliar as possibilidades de investimentos na infraestrutura dos municípios. Tudo isso, claro, voltado ao fortalecimento das nossas redes de atenção”, enfatizou.

O evento desta semana, em Curitiba, foi a primeira etapa de um processo de acolhimento aos novos gestores municipais. Ainda neste ano, mais dois encontros macrorregionais serão realizados para aprofundar as discussões e aproximar as gestões municipais à gestão estadual.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.