Matérias da SESA

20/04/2017

Estado capacita profissionais de saúde sobre prevenção e tratamento do uso de tabaco

Profissionais de saúde dos 29 municípios da 2ª Regional de Saúde – Metropolitana participaram nesta quinta-feira (20) de uma capacitação sobre como prevenir a iniciação precoce do uso de tabaco e tratamento à pessoa tabagista em Curitiba. O objetivo do curso é ampliar a oferta destas ações nas Unidades de Atenção Primária à Saúde e qualificar o cuidado à pessoa tabagista. Atualmente, o Paraná conta com 701 estabelecimentos de saúde que realizam o atendimento a fumantes que desejam abandonar o vício.

“Tudo que é relacionado à promoção da saúde é um investimento. E a Secretaria da Saúde tem investido fortemente no incentivo aos hábitos saudáveis. O controle do tabagismo é uma dessas estratégias, que já acontece há algum tempo e continuará acontecendo para que o número de fumantes seja cada vez menor em nosso Estado”, assegura o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.Estado capacita profissionais de saúde sobre prevenção e tratamento do uso de tabaco

O tabagismo é uma doença crônica e a principal causa de morte evitável no mundo. Por isso, é um dos temas prioritários abordados na Política Estadual de Promoção da Saúde, instituída no início deste mês. “Além da promoção à saúde, a Secretaria trabalha no fortalecimento da atenção primária, instrumentalizando as equipes para o atendimento adequado aos usuários que buscam os serviços”, garante o superintendente de Atenção à Saúde, Juliano Gevaerd.

Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) relacionam o fumo a mais de 56 doenças. As pesquisas também indicam que pelo menos 50% da população fumante, em algum momento da vida, vai desenvolver e morrer em decorrência desses problemas.

TRATAMENTO – Os profissionais que participam do evento estão aptos a estruturar as ações de Controle do Tabagismo nas unidades de saúde das quais fazem parte. “O tratamento está disponível em todo o Estado e nossa intenção é qualificar cada vez mais”, explica a chefe do Departamento de Promoção da Saúde, Maria Cristina Fernandes.

De acordo com Maria Cristina, quem deseja parar de fumar deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência. No local, a pessoa será direcionado ao serviço adequado. O tratamento é gratuito e será determinado dependendo das necessidades de cada um.

Ele envolve desde consultas com avaliações clínicas e psicológicas, grupos de apoio e, em algumas situações, o uso de medicamentos. As equipes das unidades de saúde são compostas por profissionais como médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais.

REGIONAIS – Neste ano, a Abordagem Intensiva no Cuidado a Pessoa Tabagista na Rede SUS também foi realizada na 14ª Regional de Saúde – Paranavaí. A 21ª Regional de Saúde – Telêmaco Borba recebe o evento na próxima quarta-feira (26). A programação desta quinta-feira (20) contou com a participação de mais de 100 profissionais de equipes multidisciplinares de Curitiba e região metropolitana.

“Temos 29 municípios na 2ª Regional de Saúde e concentramos um terço da população paranaense. Precisamos de equipes preparadas para acolher esses pacientes, garantir tratamentos efetivos e auxiliar na redução do número de fumantes e, consequentemente, de doenças relacionadas”, enfatiza o diretor da 2ª RS, Guilherme Graziani.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.