Matérias da SESA

01/08/2017

Saúde Pública Paranaense é destaque em programa nacional de TV

Duas experiências de sucesso da saúde pública paranaense, o Centro de Especialidades do Paraná da região de Maringá e o Hospital do Trabalhador (HT), situado em Curitiba, serão destaque do programa Como Será, exibido pela Rede Globo nas manhãs de sábado. A série especial ‘SOS SUS’ é composta por nove programas sobre atendimentos em vários níveis de atenção e quer mostrar o ‘SUS que dá Certo’. A série foi iniciada no dia 29 de julho e será encerrada em 23 de setembro.

O Centro de Especialidade do Paraná, em Maringá, será mostrado como referência na atenção secundária graças à implementação do Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC), que promove um plano de cuidado diferenciado para pessoas com diabetes e hipertensão. A equipe do Como Será acompanhou os trabalhos na região durante o mês de junho. O programa que mostra essa experiência vai ao ar no próximo sábado, 5 de agosto.

Programa Como Será - HTNesta semana, a equipe do programa acompanha os atendimentos realizados no Hospital do Trabalhador, que se destaca como um dos melhores pronto-socorros de trauma do país. O HT já realizou mais de quatro milhões de atendimentos de urgência e emergência e atualmente é responsável por mais de 230 mil atendimentos por ano.

Nesta quarta-feira (2) o hospital promoveu um treinamento de atendimento a múltiplas vítimas, que será também mostrado no programa que encerra a série, no dia 23 de setembro.

“Temos muitos projetos que são referência nacional em saúde pública. O reconhecimento desse diferencial por uma grande rede de TV nos orgulha e nos motiva a ampliar o trabalho desenvolvido em todos os níveis da saúde pública paranaense”, diz o secretário de Estado da Saúde em exercício, Sezifredo Paz.

O programa Como Será vai ao ar todos os sábados, das 6h30 às 8h, pela TV Globo. O programa também pode ser assistido pela internet por este link (http://g1.globo.com/como-sera/).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.