Matérias da SESA

14/11/2017

HU de Londrina oferece procedimento inédito em neurocirurgia pediátrica

HU de Londrina oferece procedimento inédito em neurocirurgia pediátrica O Hospital Universitário (HU) de Londrina realizou um procedimento inédito no interior do Estado na área da neuropediatria. O procedimento, denominado Rizotomia Dorsal Seletiva, ajuda na recuperação de pessoas portadoras de paralisia cerebral do tipo espástica, que deixam os braços ou as pernas do paciente travadas.

O neurocirurgião pediátrico, Alexandre Casagrande Canheu, responsável pelo procedimento, explica que a cirurgia utiliza uma técnica que não é nova, mas que vem sendo aprimorada. “Nossa prioridade é operar crianças de 6 a 14 anos, pois a recuperação é melhor e pode garantir uma melhoria na qualidade de vida delas”, fala.

A operação consiste no corte de nervos que estão no final da medula. O médico reconhece quais estão com um excesso de reflexo, que é o que causa o endurecimento dos membros, e os retira. “Realizamos a primeira cirurgia em setembro e em algumas semanas a paciente teve grande melhora e até deixou de usar muletas”, relata Canheu. Com as sessões diárias de fisioterapia, a melhora pode chegar a até 90%.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.