Matérias da SESA

20/11/2017

Farmácia do Paraná é destaque em congresso de ciências farmacêuticas

Farmácia do Paraná é destaque em congresso de ciências farmacêuticasO relato da experiência de implantação do cuidado farmacêutico nas Farmácias do Paraná levou o terceiro lugar na área de Uso Racional de Medicamentos no I Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas. No total foram mais de 900 trabalhos apresentados. O evento, organizado pelo Conselho Federal de Farmácia, ocorreu entre os dias 15 e 18 de novembro em Foz do Iguaçu/PR com mais de 4 mil participantes.

O trabalho ‘Processo de implantação de serviços farmacêuticos no âmbito do cuidado farmacêutico nas farmácias de uma secretaria de estado da saúde’ é de autoria da farmacêutica Paula Rossignoli, com coautoria de Deise Pontarolli, Claudia Moretoni, Suzane Virtuoso e Nathalie Mingorance, todas do Departamento de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná.

O relato conta sobre o serviço dos chamados consultórios farmacêuticos – um espaço onde os usuários da farmácia recebem atendimento individual com orientações quanto à administração do medicamento, possíveis reações adversas e interações medicamentosas que podem prejudicar o tratamento.

No mesmo serviço, o farmacêutico avalia se o tratamento do paciente está alcançando os resultados esperados e faz contato com o médico ou outro profissional de saúde caso detecte algum problema ou seja necessária alguma mudança no tratamento. O processo de implantação foi iniciado em 2015 com o Ministério da Saúde e, com o fim da parceria, passou por um redesenho adaptado à realidade das Farmácias estaduais.

PLANO – “Aproveitamos o espaço em um evento tão relevante para a área farmacêutica para relatar a experiência da Secretaria da Saúde que está sendo tão bem-sucedida. É uma oportunidade de compartilhar o que estamos fazendo, e de maneira pioneira no componente especializado, para que outras pessoas possam conhecer e, até mesmo, implantar de acordo com cada realidade”, fala Paula.Farmácia do Paraná é destaque em congresso de ciências farmacêuticas

O cuidado farmacêutico faz parte do Plano Estadual de Saúde 2016-2019 como uma das metas para a qualificação da Assistência Farmacêutica no Estado. A ideia é implantar consultórios farmacêuticos nas Farmácias do Paraná das 22 regionais de saúde até o fim de 2019. Até o próximo mês, o serviço estará em 13 regionais. A previsão é de que a meta seja cumprida até o fim do próximo ano.

A chefe do Departamento de Assistência Farmacêutica, Deise Pontarolli, também participou da mesa-redonda ‘A judicialização da saúde no Brasil e o impacto na gestão do SUS: o desafio da assistência farmacêutica’. O tema foi debatido com representantes da Confederação Nacional dos Municípios e Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Além disso, a coordenadora da Farmácia da 2ª Regional de Saúde, a farmacêutica Kelly Cristiane Gusso Braga, apresentou como está estruturado o cuidado farmacêutico nessa farmácia no III Seminário Paranaense de Farmacêuticos que ocorreu paralelamente ao Congresso.

HEMEPAR – O trabalho dos profissionais de Farmácia na hemorrede paranaense foi outra participação da Secretaria da Saúde no Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas. O diretor do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Paulo Hatschbach, falou sobre a participação dos farmacêuticos em todos os processos relacionados ao sangue distribuído para a rede pública de saúde no Estado.

“51% dos profissionais de nível superior que compõe os 22 pontos da Rede Hemepar no Paraná são farmacêuticos. Eles exercem diversas e importantes funções e fazem parte de todos os processos, desde a triagem até a distribuição do sangue para 384 hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde no Estado”, destaca Hatschbach, que também tem formação na área.

O diretor participou da mesa que teve como tema ‘O papel do farmacêutico no hemocentro e nos serviços de hemoterapia’. O debate também contou com a presença de representantes da Coordenação-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde e da Coordenação-geral de Laboratórios de Saúde Pública do Mato Grosso do Sul.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.