Matérias da SESA

07/12/2017

Governo libera recurso para fortalecer urgência e emergência dos municípios

SAMUO Governo repassou nesta semana um recurso total de R$ 2,4 milhões para 10 municípios do Estado. Os valores, que variam de R$ 100 mil a R$ 300 mil, devem ser utilizados para a aquisição de equipamentos de urgência e emergência. A intenção é equipar até 160 leitos de emergência em todo o Paraná até o fim de 2018.

“Desde 2013, quando lançamos a Rede Paraná Urgência, estamos reorganizando todo o sistema de atendimento a pacientes em situações agudas. Neste momento, são mais R$ 2 milhões para dar condições de atendimento de urgência e emergência cada vez mais rápidos e efetivos”, fala o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto.

O valor inclui a equipagem de 12 leitos de emergência em oito municípios e quatro ambulâncias para quatro cidades. “Com a Rede bem equipada, chegamos a reduzir em 18% a mortalidade por causas externas, como traumas em acidentes e violência, além de casos de infarto e AVC”, detalha o diretor da Rede Paraná Urgência, Vinícius Filipak.

RESOLUÇÃO – O recurso é instituído por meio da resolução nº 497/2017. São elegíveis todos os municípios do Estado que possuam serviços de urgência ambulatoriais, móveis ou hospitalares integrados à Rede Paraná Urgência, como Unidades de Pronto Atendimento (UPA), hospitais e Samu.

O valor é repassado em parcela única diretamente aos fundos municipais. O recurso deve ser utilizado na requalificação dos serviços com a compra ou a substituição de equipamentos necessários para manter a estabilidade do paciente até a remoção para leitos especializados, como monitores cardíacos, desfibriladores, oxímetros, entre outros.

Veja os municípios beneficiados:
Antonina – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Carlópolis – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Cornélio Procópio – Uma ambulância Samu (R$ 300 mil)
Doutor Camargo – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Fazenda Rio Grande – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Foz do Iguaçu – Três leitos de emergência e uma ambulância Samu (R$ 600 mil)
Mandirituba – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Paranaguá – Uma ambulância Samu (R$ 300 mil)
Piraí do Sul – Um leito de emergência (R$ 100 mil)
Toledo – Três leitos de emergência e uma ambulância Samu (R$ 600 mil)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.