Matérias da SESA

09/03/2018

Estado investe R$ 13,1 milhões em Centro de Saúde da Mulher

aaO Governo do Estado investe R$ 13,1 milhões na construção do Centro de Saúde da Mulher do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, que ampliará o número de leitos da instituição de 222 para 302. O prédio está com 90% das obras concluídas, com a finalização prevista para o primeiro semestre do ano que vem. A secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social. Fernanda Richa, visitou o local nesta quinta-feira (08), Dia Internacional da Mulher.

A visita foi conduzida pelo diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paz, e pelo diretor do Hospital do Trabalhador, Geci Labres de Souza Júnior, além de representantes dos conselhos municipais e estaduais da Saúde e de Enfermagem.

No Brasil, o número de famílias chefiadas por mulheres mais que dobrou. “Cada vez mais as mulheres ampliam seu espaço em todas as áreas da sociedade e o poder público deve estar atento a essa mudança de cenário”, disse Fernanda.

O diretor da Secretaria da Saúde explicou que a construção do Centro de Saúde da Mulher é a maior ampliação física do Hospital do Trabalhador desde sua inauguração, em 1947.

“Ao retirar o atendimento das mulheres do prédio histórico do HT, o Governo do Estado fortalece o atendimento ao trauma, especialidade do hospital, e dá espaço adequado para a maternidade e para especificidade da assistência feminina”, disse Sezifredo Paz.

SERVIÇOS – O Centro de Saúde da Mulher tem cerca de 4 mil metros quadrados. A nova ala abrigará a maternidade, serviços de ginecologia e obstetrícia, terapia intensiva pediátrica e neonatal, terapia intensiva adulta feminina, enfermarias e leitos de internação.

A edificação terá três pavimentos, com 80 leitos, 30 de UTI - 10 exclusivamente femininos e 20 neonatais – além de dois centros cirúrgicos. Segundo o diretor do hospital, um dos diferenciais do novo centro será a oferta de 10 leitos de UTI neonatal para prematuros extremos, abaixo de 1,5 quilo.

“Temos a certeza de que o Centro de Saúde da Mulher vai impactar na redução dos índices de mortalidade, mas acima de tudo, será exemplo de humanização no atendimento às mulheres e bebês paranaenses”, disse Geci.

Em média, o hospital faz cerca de 250 partos, 80 deles cesáreas, além de aproximadamente de 1,6 mil atendimentos obstétricos por mês.

SECRETÁRIO – Pela manhã, o secretário de Estado da Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, vistoriou as obras acompanhado do superintendente de Atenção à Saúde, Juliano Gevaerd, e o diretor da 2º Regional da Saúde – Metropolitana, Guilherme Graziani.aa

Caputo Neto comentou sobre os investimentos feitos no local. “Além do diferencial da estrutura que vemos, este centro vai contar com equipamentos de última geração que já estão em fase de aquisição”, destaca.

HOSPITAL – O hospital conta com o maior pronto-socorro público do Paraná e é considerado um dos melhores do país. Referência para a população de Curitiba e Região Metropolitana, realiza em torno de 230 mil atendimentos por ano.

O HT é ainda um hospital de ensino - campo de estágio e residência nas áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional e farmácia, entre outras especialidades.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.