Matérias da SESA

12/04/2018

Tratamento contra tabagismo é tema de capacitação em Pato Branco

Encontro Tabagismo Pato BrancoA Secretaria de Estado da Saúde realizou palestra para profissionais dos municípios da 7a Regional de Saúde - Pato Branco, sobre cuidados no tratamento e atendimento das pessoas tabagistas. O encontro foi promovido nesta quinta-feira (12) e reuniu cerca de 200 participantes.

“Ao idealizar a proposta da capacitação queríamos deixar o tabagista no centro das nossas ações. Assim, o foco principal é reiterar o cuidado aos grupos de apoio e incentivar a ampliação de unidades e equipes na gestão, atenção, e estratificação de riscos”, explica a organizadora e palestrante Bianca Fontana.

Durante o evento foram discutidas as abordagens de sensibilização e incentivo nas mudanças de hábito do paciente e da família durante o tratamento. A coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo do Município de Pato Branco, Maria Filomena Lenvinkski, comenta que a capacitação foi de extrema importância para a cidade.

“A palestra veio no momento exato, estávamos com um deficit de profissionais preparados para tomar frente nos grupos de controle. Foi um momento muito expressivo, com muita troca de experiências e esclarecimentos”, acrescenta a coordenadora.

SUPERAÇÃO - Na capacitação também foi apresentado relato de ex-fumantes para conscientização e mostra dos benefícios do Programa de Controle. “Instituímos esta estratégia de trazer alguém com outro olhar, que já está em remissão para mostrar o quanto o grupo de suporte é importante para o tratamento e como os profissionais fazem parte ativa do processo”, comenta Maria Filomena.

O aposentado Sebastião Freitas, de Pato Branco, começou a fumar aos 14 anos e fala que foi graças ao grupo de apoio que conseguiu superar o vício. “Foram 46 anos preso ao cigarro. Participei da minha primeira reunião em 2015, e continuo frequentando até hoje”, relata Freitas.Tratamento contra tabagismo é tema de capacitação em Pato Branco

Sebastião acrescenta que o trabalho dos conselheiros foi fundamental durante a terapia. “Estou muito melhor agora. Só posso agradecer aos médicos e profissionais que acompanharam minha batalha. Começar a fumar é uma escolha e sair desse ciclo também, hoje não quero saber de cigarro na minha frente e falo para todos que nunca se entreguem ao vício”, comemora o aposentado.

APOIO - O tratamento pode ser individual ou em grupo, com avaliação clínica e, em alguns casos, com auxílio de terapia medicamentosa e dura cerca de um ano. A 7a Regional já conta com 11 municípios que fornecem grupos de apoio a tabagistas nas Unidades de Saúde, sempre com equipe multiprofissional dos Núcleos Ampliados de Saúde da Família – Atenção Básica, e do Programa Academias da Saúde.

A Secretaria de Saúde apoia, monitora e avalia as Regionais de Saúde, inclusive com capacitações regionais voltadas às Secretarias Municipais, na formação de grupos de apoio para os usuários que estão no processo de parar de fumar. As ações são desenvolvidas de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Programa Nacional de Combate ao Tabagismo, instituído pelo Ministério da Saúde.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.