Matérias da SESA

08/06/2018

Papel do gestor público é buscar parcerias em prol da população

Papel do gestor público é buscar parcerias em prol da populaçãoA governadora Cida Borghetti afirmou nesta quinta-feira (7), na abertura da 26ª edição do Simpósio das Unimeds do Paraná (Suespar), em Foz do Iguaçu, que o papel do gestor público é construir pontes com todos os setores da sociedade para concretizar ações que impactem na vida das pessoas. “Este simpósio reúne pessoas que trabalham diariamente com o atendimento à população. Entendemos que é possível avançar cada vez mais no diálogo e ampliar a participação e a parceria entre os setores público e privado”, disse Cida.

O Governo do Estado, afirmou, amplia progressivamente os investimentos em saúde, sempre procurando levar o atendimento mais perto das pessoas. “Cabe a nós, gestores públicos, dar segurança à população que mais precisa do atendimento pelo sistema público. O Paraná dá grandes exemplos, com diversas ações da Secretaria de Saúde e todas as suas regionais”, disse.

A governadora falou sobre avanços do Estado em saúde. Ela deu como exemplo a posição alcançada pelo Paraná no ranking nacional de doação de órgãos para transplante. Um desempenho que resulta do sistema de parcerias entre o governo e entidades e da logística instalada para este setor.

Ela destacou, também, a iniciativa do Governo do Paraná, pioneira no Brasil, de incluir os serviços de reprodução assistida pelo sistema público de saúde. “Esta medida faz parte de um conjunto de ações destinadas a melhorar padrão de atendimento à saúde da mulher”, disse Cida.

Entre as ações está a inclusão na rede pública medicamentos para o tratamento de trombose em gestantes e em mulheres que acabaram de ter bebê e ampliamos o teste do pezinho que passou de seis para onze as doenças raras identificáveis.

MUNICÍPIOS – Também nesta semana, lembrou a governadora, foram confirmados repasse de R$ 100 milhões a 69 municípios para investimentos na área da saúde e mais R$ 35 milhões para as prefeituras executarem ações de vigilância em saúde. Desde o início de sua gestão, há dois meses, o Governo do Estado repassou R$ 2,5 bilhões aos 399 municípios paranaenses, com convênios em todas as áreas.

Papel do gestor público é buscar parcerias em prol da populaçãoTROCA DE EXPERIÊNCIAS –
Os participantes do Suespar discutem o tema Pessoas, Processos e Tecnologias em Saúde. O objetivo é a troca de experiências e soluções para melhorar o atendimento de clientes da Unimed. Haverá palestras, debates e uma mesa-redonda sobre Atenção Primária à Saúde, coordenada pelo presidente da Unimed Paraná, Paulo Faria.

O presidente da Unimed Brasil, Orestes Pullin, afirmou que a saúde suplementar tem cumpre o papel de garantir o atendimento integral e universal. “O setor é regulado pela Agência Nacional de Saúde. Trabalhamos juntos para criar uma política nacional nesta área, temos vários projetos que vêm do ente público para o setor privado. Sempre buscamos manter esta integração”, afirmou.

O presidente da Federação das Unimeds do Paraná, Paulo Roberto Farias, explicou que o evento discute a questão do compartilhamento e a intercooperação. “Isso também reflete no diálogo com o poder público. Temos pontos em comum para desenvolver e criar pontes para melhorar o atendimento da saúde, principalmente na atenção primária”, ressaltou.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o corregedor-geral do Conselho Estadual de Medicina, Roberto Yosida; os presidentes da Associação Médica do Paraná, Nerlan de Carvalho; da Ocepar, José Roberto Ricken; da Unimed de Foz do Iguaçu, Isidoro Álvarez; o chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico; o secretário da Comunicação Social, Alexandre Teixeira; os deputados federais Ricardo Barros, Alex Canziani e Osmar Serraglio e o diretor executivo da Itaipu Binacional, Mauro Corbellini.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.