Matérias da SESA

10/07/1970

Profissionais de resgate participam de curso para o Desafio de Trauma

SAMU TreinamentoCom o objetivo de se prepararem para o 3º Desafio Nacional de Salvamento e Trauma, 35 profissionais, entre bombeiros, comandantes e médicos do Serviço de Atendimento a Urgências e Emergências (Samu) e Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e outros profissionais de saúde de todo o Brasil participam do 2º Curso Nacional de Avaliadores de Desafios de Salvamento Vinculado ao Trauma. O curso, realizado nesta segunda e terça-feira (9 e 10), é promovido pela Associação Brasileira de Resgate e Salvamento (Abres) em parceria com a secretaria estadual de Saúde.

O orientador do curso, Dr. Edson Teixeira, ressaltou a importância da capacitação e da integração interestadual entre as equipes de atendimento ao trauma. “Estão inscritos profissionais de vários estados do país. Nosso objetivo principal é diminuir a taxa de mortalidade das pessoas envolvidas em acidentes veiculares e que apresentem trauma. As técnicas aprendidas e repassadas nestes dois dias de aula trazem para as nossas equipes os requisitos de avaliação do paciente de acordo com a Organização Mundial de Resgate, otimizando o atendimento e os métodos de trabalho”, declara Teixeira.

O responsável pela orientação, capitão Ícaro Gabriel Greinert, explica que o curso acontece em período integral e é dividido em módulos teóricos e práticos. Pela manhã, duas a três equipes treinam durante 20 minutos as técnicas e procedimentos que serão avaliados durante o Desafio Nacional de Salvamento e Trauma, que acontece no próximo final de semana.

Ícaro explica que todos os profissionais são devidamente orientados e também devem utilizar os Equipamentos de Proteção Individual e cronômetros, além de prestar atenção quanto ao posicionamento adequado no cenário de resgaste. “É uma correria. Mas tudo é organizado de acordo com a lei e os requisitos que serão cobrados”, acrescenta o capitão.

EXPERIÊNCIA – “Nós atendemos várias ocorrências de resgate veicular durante o dia. O curso está sendo construtivo, tanto para minha rotina de trabalho e revisão de algumas práticas, quanto pela troca de experiência com as equipes de outros estados. Todo esse espaço de conhecimento vai contribuir muito para nosso aprimoramento profissional e qualificação do atendimento”, declara o socorrista do 1º Grupamento de Bombeiros de Curitiba, Erik Staniski. samu+siate

Finalizando, o capitão Greinert comenta que a expectativa é que todos os profissionais retornem mais qualificados para seus estados. “Espero que todos tenham um momento produtivo, que busquem sempre as melhores práticas no atendimento às vítimas traumatizadas em acidentes veicular e disseminem as informações de maneira clara e objetiva”, diz Greinert.

DESAFIO – O 3º Desafio Nacional de Salvamento e Trauma acontece nesta sexta-feira e sábado (13 e 14), na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), sede Neoville, em Curitiba. A entrada é gratuita. "É muito importante que os colegas de profissão que não puderam participar vão até o local assistir, pois também será um espaço de aprendizado, onde serão mostradas novas técnicas de abordagem e atendimento", convoca Erik.

O evento serve de seletiva para representar o Brasil no Desafio Mundial de Resgate, que em 2018 acontece no mês de outubro, na África do Sul. Em 2017, dentre 20 equipes nacionais avaliadas em situações que envolviam o atendimento a atropelamentos, colisões de motocicletas e automóveis e demais traumas, o Paraná garantiu os dois primeiros lugares.

Serviço
3º Desafio Nacional de Salvamento e Trauma – Curitiba 2018
Local: Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
Endereço: Câmpus Curitiba – Sede Neoville, Rua Pedro Gusso, 2601, CIC.
Data: 13 a 14 de julho de 2018
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.