Matérias da SESA

10/07/2018

Encontro reúne profissionais de saúde bucal do sistema prisional

Os profissionais da saúde bucal que atuam dentro do sistema prisional paranaense participaram nesta semana de um encontro promovido pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento Penitenciário (Espen), com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde. O evento aconteceu na sede da 2ª Regional de Saúde, em Curitiba, nos dias 4, 5 e 6 de julho e reuniu cirurgiões-dentistas de todo o Estado.

saúde bucalA coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria de Estado da Saúde, Erika Feller, explica que além de ser uma oportunidade para atualização profissional, o encontro serviu ainda para que os profissionais compartilhassem experiências e relatassem os desafios enfrentados no dia a dia.

“É uma forma também de podermos conhecer melhor a realidade dos profissionais de saúde que atuam dentro do sistema prisional e assim elaborar, em conjunto com a Espen, estratégias que atendam essas necessidades”, conta Erika.

A assessora técnica da Espen, Marilza Campos, conta que a ideia é manter a oferta de atividades de atualização e capacitação aos profissionais que atuam no sistema prisional. “É importante deixarmos claro aos profissionais que eles não estão sozinhos e que podem contar com nosso apoio”, explica.

ATUALIZAÇÃO – Uma das profissionais que participou da capacitação foi a cirurgiã-dentista Danielle Pontarolli, de Curitiba. Ela conta que a atuação profissional dentro do sistema prisional possui especificidades que precisam ser conhecidas e discutidas. “Nós profissionais precisamos nos atualizar. Os temas tratados nesse encontro são bastante adequados para a realidade que vivenciamos”, diz.

Durante o encontro, os profissionais puderam acompanhar palestras com professores e pesquisadores da área, entre eles o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), José Miguel, que abordou a relação entre doenças sistêmicas e o comprometimento bucal; a professora e doutora Ana Cláudia, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que falou sobre exotodontodia; a farmacêutica Scheila Flora, que abordou a farmacologia aplicada à odontologia; e o professor Cassius Carvalho, também da UFPR, que discutiu a tecnologia e diagnóstico eficiente em saúde bucal.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.