Matérias da SESA

09/10/2018

Estado viabiliza abertura de 45 novos leitos de UTI em Campo Largo

Estado viabiliza abertura de 45 novos leitos de UTI em Campo LargoO Hospital do Centro, antiga unidade central do Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, abrirá 45 leitos de UTI para atendimento dos pacientes do SUS. O funcionamento dos novos leitos foi viabilizado pelo Governo do Estado, através de um aporte financeiro para complementar o valor de custeio da unidade. A expectativa é de que os novos leitos comecem a atender os pacientes já na próxima semana.

Inaugurado em agosto, o Hospital do Centro é um estabelecimento privado, mas credenciado a fazer procedimentos via Sistema Único de Saúde. Como explica o secretário de Estado da Saúde, o hospital obteve a habilitação dos 45 leitos de UTI junto ao Ministério da Saúde, o que garante ao hospital o repasse de R$ 478 por dia para a manutenção de cada leito. Mas o valor era insuficiente para custeio das despesas com os 125 funcionários exclusivos para atuar na unidade, materiais e exames dos pacientes de UTI e por isso os leitos ainda não tinham sido abertos.

Para tornar os leitos viáveis, o Estado garantiu a complementação do valor, repassando ao hospital mais R$ 302 por leito. Ao ano, serão cerca de R$ 5,2 milhões do Governo do Estado em complementação do serviço. “Nós estamos oferecendo serviços qualificados em todo o Paraná, diminuindo a espera por vagas de leitos de UTI, além de otimizar a oferta de serviços para que a saúde chegue mais perto das pessoas por meio da regionalização”, ressaltou o secretário Nardi.

Conforme ressalta o diretor-presidente do Hospital do Rocio, Luiz Ernesto Wendler, a parceria com o Governo do Estado foi fundamental que as UTIs entrassem em funcionamento. Ele explica que o além da complementação dos recursos para a ativação dos leitos de UTI, o Estado também viabilizou que o Centro de Diagnóstico por imagem do hospital passasse a atender os pacientes do SUS. Atualmente, o hospital realiza cerca de 130 tomografias, 50 mamografias e 60 ecocardiografias diárias para os usuários do sistema público de saúde.

SAÚDE MENTAL – O secretário Nardi lembrou ainda que o Governo do Estado tem investido na ampliação do número de leitos e de serviços de saúde em todos os municípios paranaenses. Ele citou os hospitais regionais de Guarapuava e de Ivaiporã, ambos em construção, que devem contar com 30 e 20 leitos de UTI, respectivamente.

Outra ação em curso trabalha para a consolidação da Rede de Saúde Mental. Um exemplo é a parceria já em discussão com a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba para a reestruturação da atenção ambulatorial, clínica e psiquiátrica no Hospital Adauto Botelho, referência no atendimento a pacientes psiquiátricos.

“Isso é responsabilidade de governo, isto é gestão e compromisso com o paranaense que o Governo do Paraná vem colocar à disposição da população. Teremos a Rede de Saúde Mental totalmente reestruturada e em funcionamento em favor da nossa população”, finaliza.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.