Governo faz liberação histórica de recursos para aquisição de medicamentos pelo Consórcio Paraná Saúde
31/07/2019 - 17:50

ASSINATURA
Para marcar os 20 anos de funcionamento dos consórcios de saúde, o governo do Estado, em parceria com o Ministério da Saúde, vai direcionar R$ 154 milhões para a compra de medicamentos nos próximos dois anos. O ato foi formalizado nesta quarta-feira (31) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, com a participação de pelo menos 70 prefeitos. Serão R$ 52 milhões em recursos liberados pelo Paraná, o que vai assegurar uma economia de pelo menos 40% na compra direta dos produtos.


“É um trabalho histórico, que foi construído ao longo do tempo e que evolui a cada ano, parceria do Estado com os municípios e o governo federal. E o volume da compra, com a união dos consórcios, consegue baratear a aquisição. O sistema atende os municípios e a população que mais precisa, de forma gratuita. Um grande investimento, numa grande parceria”, afirmou o governador.


A cobertura pelo Consórcio Paraná Saúde representa o abastecimento para o atendimento de 398 municípios. Nas duas décadas de funcionamento do modelo consorciado, a estimativa é que o barateamento na compra de medicamentos tenha sido de R$ 1 bilhão.


“O nosso trabalho não para. Estamos dando continuidade nesta parceria, porque o consórcio é um belo exemplo de funcionamento em saúde. O governador é um entusiasta da ideia. O consórcio faz a compra, em média com valores 40% abaixo. É uma estratégia vitoriosa, porque compra bem e compra melhor”, destacou Beto Preto.


Conforme adiantou o secretário de Estado da Saúde, o objetivo é aumentar o valor direcionado aos consórcios, passando de R$ 30 milhões acumulados em 2019 para R$ 60 milhões em 2020. “Queremos dobrar. É pouco ainda. Mas vamos estabelecer uma nova regra e vamos avançar ainda mais nesta relação com os municípios, ofertando mais serviços públicos de saúde aos paranaenses”.


O prefeito de Balsa Nova, e presidente do Consórcio Paraná Saúde, Luz Claudio Costa, disse que os aportes federal e estadual para a aquisição de medicamentos é um motivo de alegria para a população, uma vez que atende a demanda de 99% dos municípios. “Sem o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, não teríamos a ramificação que temos hoje no Paraná para que o remédio chegue aos mais distantes rincões do Estado. É um dia de muita alegria.


Momento histórico –
Com a participação de diversos representantes de consórcios intermunicipais e de prefeitos, a liberação de recursos marca um dos maiores investimentos já realizados no Paraná, segundo o diretor executivo do Consórcio Paraná Saúde, Carlos Roberto Kalckmann Setti. “Nessa dimensão, eu diria que foi único. Não lembro de nenhuma assinatura de convênios do Paraná Saúde desta envergadura. São valores significativos que estão e serão aplicados com o maior zelo possível para beneficiar toda a população paranaense”.


Os 28 municípios da Região Metropolitana de Curitiba também receberão um recurso extra de R$ 915 mil, por meio do Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná (Comesp), dividido em três parcelas.

GALERIA DE IMAGENS