Zoonoses

Zoonoses são doenças infecciosas transmitidas entre animais e pessoas. Os patógenos podem ser bacterianos, virais, parasitários ou podem envolver agentes não convencionais e podem se espalhar para os humanos por meio do contato direto ou através de alimentos, água ou meio ambiente. Eles representam um grande problema de saúde pública em todo o mundo devido à nossa estreita relação com os animais no ambiente doméstico, na agricultura e no ambiente natural. As zoonoses também podem causar interrupções na produção e no comércio de produtos de origem animal para alimentação e outros usos.

As zoonoses compreendem uma grande porcentagem de todas as doenças infecciosas recém-identificadas, bem como muitas das existentes. Algumas doenças, como o HIV, começam como zoonoses, mas depois se transformam em cepas exclusivamente humanas. Outras zoonoses podem causar surtos de doenças recorrentes, como o vírus Ebola e a salmonelose. Outros ainda, como o novo coronavírus que causa o COVID-19, têm potencial para causar pandemias globais.

 


 

Prevenção e controle

 

Os métodos de prevenção diferem para cada patógeno, no entanto, várias práticas são reconhecidas como eficazes na redução do risco nos níveis comunitário e pessoal. Diretrizes seguras e apropriadas para o cuidado dos animais no setor agrícola ajudam a reduzir o potencial de surtos de doenças zoonóticas de origem alimentar, como carne, ovos, laticínios ou mesmo alguns vegetais. Padrões para água potável e remoção de resíduos, bem como proteções para águas superficiais no ambiente natural, também são importantes e eficazes. Campanhas educativas para promover a lavagem das mãos após o contato com animais e outros ajustes comportamentais podem reduzir a disseminação de doenças quando elas ocorrem.

A resistência antimicrobiana é um fator complicador no controle e prevenção de zoonoses. O uso de antibióticos em animais criados para alimentação é generalizado e aumenta o potencial de cepas de patógenos zoonóticos resistentes a medicamentos, capazes de se espalhar rapidamente em populações animais e humanas.

 


 

Quem corre risco?

 

Os patógenos podem se espalhar para os humanos, por meio de qualquer ponto de contato com animais domésticos, agrícolas ou selvagens. Comércios que vendem carne ou subprodutos de animais selvagens são de risco alto devido ao grande número de patógenos novos ou não documentados que existem em algumas populações de animais selvagens. Trabalhadores agrícolas em áreas com alto uso de antibióticos para animais. Pessoas que vivem adjacentes a áreas selvagens ou em áreas semi-urbanas com maior número de animais selvagens correm o risco de doenças causadas por animais. A urbanização e a destruição de habitats naturais aumentam o risco de doenças, aumentando o contato entre humanos e animais selvagens.

 


 

Acesso Rápido

 

Raiva

 

Leptospirose

 

Hantavirose

 

Brucelose

 

Teníase/Cisticercose

 

Epizootias