Hospital Regional do Sudoeste realiza mutirão de cirurgia de catarata
01/07/2019 - 13:50

catarata
O Hospital Regional do Sudoeste, em Francisco Beltrão, já realizou 700 cirurgias de catarata desde a semana passada, quando iniciou o mutirão para o procedimento e que encerra nesta segunda-feira.  Foram mais de R$ 938 mil em recursos, aportados pelas três esferas de governo. Os municípios atendidos pela 8ª Regional de Saúde financiaram os exames pré-operatórios e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e a FUNEAS (Fundação Estatal de Atenção à Saúde do Paraná) contribuíram com material e insumos, além da infraestrutura hospitalar.

A iniciativa pretende reduzir ao máximo a fila de espera do SUS por procedimentos não emergenciais. A diretora do Hospital Regional do Sudoeste, Cintia Jaqueline Ramos, ressalta a importância da regionalização do atendimento. “A parceria entre os gestores garante a qualificação do atendimento com agilidade, em especial dando acesso ao atendimento de pacientes com dificuldades de locomoção, que seguramente não teriam condições de se deslocar a Curitiba. Estamos humanizando o atendimento e levando a saúde mais próxima das pessoas, qualificando a rede local de Assistência à Saúde no SUS”, disse.

Procedimentos – O mutirão contempla a realização de exames e cirurgias, além da facectomia com implante de lente intraocular. O paciente recebe a garantia de consultas de retorno, exame de biometria, ecografia bilateral, mapeamento de retina e potencial de acuidade visual, além da entrega de colírios necessários para o tratamento pós-cirúrgico.

A catarata é uma doença grave que pode comprometer a visão. Se não for tratada adequadamente, leva à cegueira. A enfermidade, geralmente, atinge as pessoas com idade acima de 50 anos, mas em algumas situações afeta também os jovens. “O mutirão de cirurgias traz qualidade de vida à população. Ajudar estas pessoas a voltar a enxergar é gratificante, pois mostra que estamos no caminho certo para oferecer ao paranaense o atendimento que ele merece”, salientou o secretário da Saúde, Beto Preto.

Relato – Lourdes Therezinha Soette, cadeirante de 89 anos, foi uma das pessoas beneficiadas pelo mutirão.  “Eu já esperava pela cirurgia há dois anos. Tenho dificuldades de locomoção e não conseguiria realizar a cirurgia longe de casa. Foi muito gratificante poder fazer o procedimento próximo a minha residência”.

Novos investimentos – Na oportunidade, o presidente da FUNEAS, Marcello Augusto Machado, entregou à direção do Hospital Regional do Sudoeste duas unidades de serra óssea adquiridas pela Sesa para a ortopedia no valor de R$ 150 mil. “A entrega dos materiais de ortopedia vai dar maior qualidade no atendimento dos médicos ortopedistas do hospital além de melhorar muito o resultado das cirurgias.”