Projeto piloto da saúde do idoso em andamento no Parana é elogiado em reunião do Conselho Nacional de Secretários (Conass)
25/09/2019 - 16:00

Conass
A discussão sobre a saúde do idoso foi um dos principais pontos apresentados na reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em Brasília, nesta quarta-feira (25). A experiência da atenção primária à saúde do idoso em andamento pelo Planifica Sus, de forma pioneira no Paraná, que aconteceu num projeto piloto no município de Irati, também foi relatada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ele destacou que o trabalho vem sendo feito para o atendimento humanizado e interdisciplinar capaz de receber as pessoas que procuram a saúde pública de maneira articulada e completa.

O objetivo é envolver todos os profissionais de saúde, numa ampla rede de mobilização, colocando em prática uma das principais plataformas do governo do Estado na área.

"Queremos aprofundar o tema, porque a nossa população está envelhecendo em grande número. E logo teremos mais idosos e com eles a necessidade de humanizar, acolher estas pessoas de um jeito diferenciado. Assim estamos buscando um alinhamento intersetorial desta pauta, iniciada em Irati, com a qualificação e preparação de profissionais e que logo estarão no Paraná por inteiro, conforme determinação do governo Ratinho Júnior. Agradeço o engajamento da equipe da Sesa e estou entusiasmado com a possibilidade de abrir um novo cenário de atendimento aos paranaenses com mais de 60 anos".

O professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Edgar Nunes Moraes, e consultor do Conass, ressaltou que o modelo da rede do idoso precisa focar na pessoa e não na doença.

"Temos um milhão de novos idosos no Brasil, todos os anos. A população idosa está demandando a saúde, que não tem sido resolutiva. Temos que pensar na pessoa, com a atenção primária atuando neste cenário, com avaliação clínica, socio-familiar para verificar a fragilidade e buscar a atuação. No Paraná estamos já trabalhando de forma muito interessante está estratificação".

Orçamento - A previsão orçamentária do Ministério da Saúde também esteve na pauta da reunião. Para 2020, cerca de R$ 120 bilhões serão direcionados pelo Governo Federal em saúde.

"Tivemos a oportunidade de debater o panorama nacional do orçamento do próximo ano, entendendo ainda a necessidade de aumento e incremento de recursos para os estados pelo Ministério da Saúde e também pela importância das emendas parlamentares, que estamos dialogando com os nossos deputados federais e serão muito importantes para investimentos e custeio de saúde no Paraná", afirmou Beto Preto.