Saúde intensifica vacina da febre amarela
16/01/2019 - 16:50

Reunião Febre Amarela
A ocorrência de casos de febre amarela no Estado de São Paulo e o período de maior incidência da doença colocaram o Paraná em alerta. A Secretaria da Saúde está convocando a população do Estado, que tenha entre nove meses e 59 anos, a tomar a vacina, disponível em todos os postos de atendimento. O Ministério da Saúde disponibilizou mais doses para o Estado.

O setor de Vigilância em Saúde também decidiu intensificar a oferta da vacina e a busca ativa de possíveis interessados em comunidades rurais mais afastadas das sedes dos municípios, especialmente os que ficam próximos da divisa com São Paulo. Representantes dos 29 municípios que compõem a 2ª Regional de Saúde, o que inclui o município de Curitiba, participaram de reunião na manhã desta quarta-feira (16) para receber orientações.

O superintendente de Vigilância em Saúde interino, João Luís Crivellaro, incentivou os funcionários de unidades de saúde a oferecer a vacina contra febre amarela a todas as pessoas que estiverem nas salas de espera dessas unidades. “É inadmissível não perguntar se a pessoa já tomou a vacina. E isso se refere a todos os tipos de imunização”, diz Crivellaro.

A preocupação maior das autoridades em saúde está nos municípios vizinhos a São Paulo, já que esse Estado registrou casos de febre amarela em Iporanga, Eldorado e em Registro, inclusive com óbitos. No Paraná, até o momento, não há circulação do vírus. Desde julho do ano passado, houve 17 notificações; dessas, 15 já foram descartadas e duas continuam sob investigação.

A orientação dada aos participantes da reunião reforçou também que o prazo de notificação de suspeitas da doença é de 24 horas. Qualquer dificuldade na execução dessa busca ativa de população para vacinar deve ser reportada à Ouvidoria da Secretaria da Saúde (0800 644 44 14).

GALERIA DE IMAGENS