Sesa e Anvisa discutem fluxo de informações e protocolos de atendimento do novo coronavirus com Portos do Paraná
03/02/2020 - 17:40

Porto de Paranagua
Representantes da Secretaria do Estado da Saúde, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e dos Portos do Paraná estiveram reunidos nesta segunda-feira (3) para organizar atendimentos de casos supeitos do novo coronavirus (nCoV).

O secretário Beto Preto afirma que as instituições estaduais estão estruturadas, caso seja necessário. “Temos no Paraná uma rede e estruturas definidas e bastante alinhadas, viabilizamos dessa forma uma sistemática, com informações e protocolos de atendimento para que tão logo seja recebida a notificação, serão acionadas todas as medidas indicadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde”, explica.

Marinha, Samu, Hospital Regional do Litoral, empresas, armadores e operadores portuários se reuniram em momentos diferentes com a Anvisa e representantes da Sesa para esclarecer a definição de caso suspeito adotada pelo Ministério da Saúde. Foram assuntos pautados também os planos de contingência e da articulação entre órgãos de governo, porto, entidades e profissionais para o enfrentamento da doença.

“A reunião foi bastante proveitosa, possibilitando reconhecer as dúvidas e corrigir os fluxos para atendimento de suspeitos da doença, permitindo com isso envolver mais atores no processo de fazer uma Vigilância Epidemiológica e Sanitária dentro dos padrões exigidos pelo Estado e pela Anvisa”, ressaltou o diretor da 1ª Regional de Saúde, José Carlos de Abreu.

ENCONTROS – Este foi o segundo momento em que os representantes da Sesa e da Anvisa debateram o assunto do nCoV. Na última quarta-feira (29), a reunião aconteceu na Secretaria de Saúde e foram iniciadas as discussões dos fluxos de atendimento.

Na próxima quinta-feira (6) será realizado um novo encontro para ajustes dos protocolos de ação para os Portos de Paranaguá e Antonina.

Fotos: Portos do Paraná
 
PortoParanagua01