Três novos casos de macacos mortos por febre amarela são confirmados no Paraná
12/03/2020 - 11:10

FA
A Secretaria da Saúde do Paraná confirmou nesta quarta-feira (11) três novos casos de macacos mortos por infecção do vírus da febre amarela. Um em Piên, que agora já soma quatro confirmações, e dois novos municípios aparecem com casos confirmados: Rebouças, na 4° Regional de Saúde, e Pitanga, na 5° Regional.

“Os casos de morte de macacos sinalizam a presença do vírus da doença na região e alertam para a necessidade de se tomar a vacina. A Sesa orienta a população sobre a importância de estar imunizado contra a febre amarela. A vacina está disponível em todas as unidades de saúde; a dose é única e a pessoa fica protegida para toda a vida”, afirmou o secretário da Saúde, Beto Preto.

O Paraná registra desde 1º de julho até agora, 672 notificações de epizootias, destas 117 foram confirmadas, 199 estão sendo investigadas, 295 aconteceram por causas indeterminadas e outras 61 foram descartadas para a febre amarela.

O Paraná não apresenta casos humanos de febre amarela no período. Até o momento são 95 notificações, sendo 82 já descartadas e 13 que seguem em investigação.

Vacina – O público-alvo para vacinação da febre amarela é dos nove meses de vida até 59 anos. Desde 2018, todos os municípios do Estado passaram a ser área com recomendação vacinal contra a febre amarela.

A partir de janeiro deste ano, o Ministério da Saúde recomenda reforço vacinal para as crianças aos quatro anos de idade.