Saúde mental

A maior parte das pessoas, quando ouve falar em “Saúde Mental”, pensa em “Doença Mental”. Mas, a saúde mental implica muito mais que a ausência de doenças mentais.
Pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida.
A Saúde Mental de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções.

Ter saúde mental é:

  • Estar bem consigo mesmo e com os outros
  • Aceitar as exigências da vida
  • Saber lidar com as boas emoções e também com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida
  • Reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário

E lembre-se:

Todas as pessoas podem apresentar sinais de sofrimento psíquico em alguma fase da vida.

 
Para manter a sua saúde mental em dia
  • Mantenha sentimentos positivos consigo, com os outros e com a vida
  • Aceite-se e às outras pessoas com suas qualidades e limitações
  • Evite consumo de álcool, cigarro e medicamentos sem prescrição médica
  • Não use drogas
  • Pratique sexo seguro
  • Reserve tempo em sua vida para o lazer, a convivência com os amigos e com a família
  • Mantenha bons hábitos alimentares, durma bem e pratique atividades físicas regularmente
 
Rede de Atenção Psicossocial em Saúde Mental

Cumprindo as ações previstas no “Plano Crack, é possível vencer”, nos meses de dezembro de 2011 e janeiro de 2012, o Ministério da Saúde publicou uma série de Portarias que instituem a Rede de Atenção Psicossocial em Saúde Mental, propondo a criação, ampliação e articulação de diversos pontos de atenção a Saúde para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso/ abuso/dependência de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Formada pelos serviços da Atenção Primária à Saúde (UBS/ESF/ NASF), Atenção Psicossocial Especializada (CAPS, Ambulatórios), a rede deve contar também com Atenção de Urgência e Emergência, Atenção Residencial de Caráter Transitório, Atenção Hospitalar, Estratégias de Desinstitucionalização e Reabilitação Psicossocial, com o objetivo de melhorar o acesso à atenção psicossocial da população em geral, ajudar usuários e suas famílias e garantir a articulação e integração dos pontos de atenção das redes de saúde no território.

Visando atualizar as Coordenações Regionais e Municipais quanto às novas diretrizes da Política Nacional, a área técnica da Superintendência de Atenção a Saúde – SAS elaborou para cada portaria publicada um resumo com os pontos principais e o endereço eletrônico para maiores detalhes.

 
Portarias que instituíram a rede


Divisão de Saúde Mental
Telefone: (41) 3330-4526
E-mail: saudemental@sesa.pr.gov.br