SESA participa de Encontro Estadual sobre a Saúde da Mulher
26/04/2019 - 16:50

ACACIA
Médicos e enfermeiros da equipe da secretaria da Saúde do Paraná participam do XV SOGIPA – Congresso Paranaense de Ginecologia e Obstetrícia, que começou quinta-feira (25) e segue até amanhã (27), em Curitiba.
O encontro trata sobre temas ligados à prática diária da especialidade com destaque para ações de prevenção da saúde mulher.

Câncer
– Estima-se que entre 2018/2019 serão 59,7 milhões de novos casos de câncer de mama no Brasil e de 16.370 de novos casos de câncer de colo de útero. “O Paraná está atento a estes números e implanta nesta gestão um novo olhar para a atenção integral da saúde da mulher. Buscamos o rastreamento, orientação e a prevenção dos casos no Estado”, informou a superintendente de Vigilância em Saúde da SESA, Acácia Nasr, durante palestra no evento.

Os mecanismos de prevenção do câncer incluem ainda a capacitação de profissionais e a realização de exames como mamografia e citológico de colo de útero, que auxiliam nos diagnósticos de câncer de mama e de útero.
“Além disso, orientamos as mulheres que buscam os serviços da rede pública de saúde para que elas também fiquem atentas aos períodos de exames. A identificação de sinais e sintomas pela paciente, o atendimento qualificado para o diagnóstico precoce e o rastreamento foram o tripé para a prevenção adoecimento e morte por câncer”, afirmou a superintendente.
O Paraná tem 19 Unidades de Assistência e 5 Centros de Alta Complexidade para o tratamento de câncer.

Morte Materna – A morte materna é a que acontece na gestação, parto ou dentro do período de 42 dias após o término da gestação.
A redução da mortalidade materno-infantil está entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis estabelecidos pela comunidade internacional. “Para isso, estamos fortalecendo os sistemas de saúde com foco na melhoria da qualidade do atendimento integral às mulheres em todas as fases da vida”, ressaltou Acácia Nasr, que também é médica ginecologista e obstetra.
Como ferramenta essencial a SESA investiga os óbitos maternos, fetais e infantis e adota em sua rotina de atendimento a ferramenta “near miss materno”, da Organização Mundial da Saúde. Esta ferramenta avalia os dados sobre qualidade de atendimento para que sejam oferecidas melhorias de acordo com as necessidades das usuárias do sistema estadual de saúde.

O “near miss” - que significa estar próximo – compreende um conjunto de identificadores clínicos e laboratoriais e de gerenciamento que permitem o acompanhamento constante do paciente e a oferta dos serviços de forma mais ágil e garantem o atendimento seguro do paciente.

SOGIPA - Também ministraram palestras durante o evento, o ginecologista e obstetra da Divisão de Atenção à Saúde da Mulher, da SESA, Marcos Takimura, e a enfermeira obstetra, Carolina Poliquesi.