Direção da SESA recebe homenagem do Corpo de Bombeiros
02/07/2019 - 17:40

homen
Na manhã desta terça-feira (2), o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, e o diretor geral da SESA, Nestor Werner Junior, foram homenageados pelo Corpo de Bombeiros durante a comemoração estadual do Dia Nacional do Bombeiro. O evento foi marcado por homenagens e pela entrega, feita pelo vice-governador Darci Piana, de novos veículos para as ações de resgate e salvamento.

Beto Preto e o diretor geral receberam uma medalha dedicada aos que contribuem com o serviço de atendimento pré-hospitalar, de trauma e emergência do Corpo de Bombeiros. “É uma parceria que já dura quase 30 anos, levando atendimento pré-hospitalar de qualidade a todo o Estado do Paraná”, disse o secretário.

O Comandante do Corpo de Bombeiros, Samuel Prestes, ressaltou a importância da parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde e a Secretaria de Segurança Pública, a quem o Corpo de Bombeiros é vinculado. “Essa medalha é um reconhecimento que nós prestamos a esses grandes parceiros, porque o Corpo de Bombeiros atua no conceito de segurança pública. Nós temos que estar preparados para atender da melhor maneira possível”.

Segundo o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak, a rede de urgência é indispensável porque não é só a ambulância que atende as emergências, o paciente precisa ter o direcionamento para o local correto. “Além do atendimento primário por meio do Siate os hospitais especializados precisam estar preparados para receber o paciente com trauma, esse hospital dá todo o atendimento do inicio ao fim, isso é uma rede e essa organização de rede é indispensável para a população.”

O comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Péricles de Matos. destacou a participação da Secretaria de Saúde em todas as ações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. “Não entendemos o Estado moderno com secretarias trabalhando de forma independente, nós entendemos como se fosse um grande alinhamento de esforços para o benefício do cidadão paranaense.”

 

SIATE - O Siate (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência) presta atendimento às vítimas de traumas em vários níveis há quase três décadas, sendo em média 65 atendimentos diários em Curitiba e Região Metropolitana. Esse serviço é composto por equipes especializadas que ficam 24 horas por dia à disposição da população, no Corpo de Bombeiros através do telefone 193.

Estiveram presentes no evento  o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Rômulo Marinho Soares, comandantes de unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, oficiais e praças da corporação, convidados e a comunidade.

HISTÓRIA – O processo de criação do Siate teve início em 1989, quando o Governo do Estado criou uma comissão responsável pela implantação de um projeto piloto na capital, com a parceria da prefeitura municipal. Ao longo de um ano e meio, a equipe elaborou todos os protocolos e fluxos de atendimento com o apoio de uma equipe de consultores de Cleveland, no estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Um dos desafios deste período de preparação foi a escolha da ambulância ideal para este tipo de atendimento porque não havia no Brasil nenhum fabricante que fornecesse um veículo para atender as necessidades do socorro pré-hospitalar. Isso motivou que a equipe do Siate desenvolvesse, com o apoio do antigo CEFET-PR (hoje UTFPR), uma ambulância padrão.

No início, foi necessário importar tecnologia de fora para auxiliar os técnicos na concepção de uma ambulância funcional e adaptada às demandas de um atendimento pré-hospitalar. Entre os itens, estavam colares cervicais, talas e cintos para imobilização que não existiam no país.

Após um ano de testes, a frota do Siate ganhou dois veículo, a chamada Auto-Ambulância nº 3, primeira ambulância fabricada especificamente para o Siate e a Auto-Ambulância nº 4, que foi o protótipo desenvolvido no Estado. O modelo era uma versão modificada de um caminhão, com mangueiras de oxigênio, novo dimensionamento elétrico e parte do mobiliário das ambulâncias convencionais fabricadas em outros lugares do mundo. No mesmo período, a comissão do Siate realizou diversos treinamentos com as equipes de socorristas e organizou todo o fluxo de atendimento que seria utilizado.

De 1990 pra cá, mais de 300 mil ocorrências de diversas naturezas já foram atendidas pelo Siate em Curitiba e na Região Metropolitana. Isso representa uma média de 60 atendimentos por dia, sendo que esse número praticamente dobra durante os finais de semana. Quase 70% dos atendimentos dizem respeito a acidentes de trânsito.

Disponível inicialmente apenas na capital, o serviço foi expandido para outras cidades do Estado. O trabalho é feito integrado com o Corpo de Bombeiros e as equipes atuam com abrangência regional.

Últimas Notícias