Estados discutem enfrentamento ao Coronavírus
29/02/2020 - 11:30

Saude_coronaFOZ
Secretários estaduais e equipes técnicas dos governos do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo se reuniram nesta sexta-feira (28), em Foz do Iguaçu, para discutir assuntos de interesse comum. A reunião fez parte do sexto encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), que prossegue neste sábado, com a participação dos governadores.

A reunião da equipe técnica teve 15 grupos de trabalho. Um dos destaques foi o enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19), que já atinge 50 países, inclusive o Brasil. Atualmente, há um caso confirmado em São Paulo e dois suspeitos no Paraná. “Não há motivo para pânico, intranquilidade ou alarde”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Os secretários estaduais e coordenadores das áreas da saúde, da segurança pública, e da comunicação deliberaram questões em andamento e planejaram ações futuras. De acordo com o secretário Beto Preto, todos os estados possuem planos de contingenciamento. “Após a confirmação em São Paulo, outras suspeitas apareceram. No Paraná, duas pessoas esperam o resultado de exames de contraprova, que deverão ser expedidos até segunda-feira”, explicou.

O Paraná está alinhado aos protocolos previstos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde. “O COE (Centro de Operações em Emergências) avalia todos os quadros e está em alerta para as informações de prevenção”, ressaltou Beto Preto. As ações preventivas são as mesmas indicadas para outras síndromes respiratórias, como a Influenza.

Segundo o secretário, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul solicitaram ao Ministério da Saúde o adiantamento da vacinação da gripe para o início de março. “A vacinação estava prevista para abril. Fomos atendidos pelo governo federal e daremos início a imunização em breve”, informou.

COMUNICAÇÃO - O combate às fake news sobre a epidemia do Coronavírus e a necessidade de divulgar informações que ajudem a prevenir a doença estiveram na pauta do encontro dos secretários estaduais da Comunicação Social. As equipes abordaram experiências sobre formatos de conteúdo e inovação na comunicação com a população.

Os secretários também falaram sobre a importância de responder de forma imediata as notícias falsas, reforçando a presença de porta-vozes de credibilidade em mensagens para redes sociais, além da imprensa tradicional.

De acordo com o coordenador de imprensa da Secretaria de Comunicação e Cultura do Paraná, Silvio Lohmann, ficou consolidado que as comunicações do estados devem agir para combater às fake news com notícias de credibilidade e com transparência. “Esse alinhamento é necessário para que a população tenha uma informação mais fidedigna daquilo que está acontecendo”, disse ele.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias