Governo habilita 27 novos leitos exclusivos Covid-19 em Maringá e Curitiba e rede chega a 2,2 mil unidades
01/07/2020 - 17:04

O Governo do Estado abriu 10 novos leitos de UTI adulto no Hospital Universitário de Maringá (HUM) nesta quarta-feira (1º), chegando a 20 leitos na instituição.

Outros 12 leitos de UTI adulto e cinco de enfermaria, sendo sete de UTI no Hospital Cruz Vermelha de Curitiba, cinco de UTI e cinco enfermarias na Santa Casa, também foram habilitados pela Secretaria de Estado da Saúde.

As ampliações fazem parte dos mais de 2,2 mil leitos exclusivos para atendimento Covid-19 implantados desde o início da pandemia no Paraná. Inicialmente havia 264 leitos no total, agora o Estado possui 2.204, um aumento de mais de 734% em 97 dias.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, a ampliação na rede hospitalar tem sido considerada de acordo com a necessidade de cada região.

“A orientação do governador é descentralizar e regionalizar a saúde do Paraná, e neste sentido temos acelerado este processo de ampliação de leitos, levando em consideração a realidade e a demanda de cada município dentro das Macrorregiões”.

“Não podemos deixar de reafirmar que estas medidas não são para sempre. Pedimos à população que retomem o isolamento domiciliar e o distanciamento social e aqueles que precisem realmente sair de suas casas, que sigam as medidas de prevenção. Somente assim diminuiremos o contágio”, alertou o secretário.

UNIDADES PRÓPRIAS – A estratégia do Estado é ampliar e fortalecer a rede hospitalar para aumentar a capacidade de atendimento para a população. “O Paraná tem uma estrutura robusta na saúde. Por isso, todas as decisões relacionadas à rede hospitalar tem se baseado principalmente em aprimorar as unidades próprias e acelerar a abertura de hospitais já em construção”, informou Beto Preto.

No mês passado, após uma espera de mais de dez anos, o Hospital Regional de Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, abriu as portas com 30 novos leitos, sendo 10 de UTI e 20 de enfermaria. Em Ivaiporã, mais uma obra foi concluída, possibilitando que o Hospital Regional disponibilizasse 20 leitos de UTI e 60 de enfermaria. Inicialmente as estruturas estão voltadas especialmente para pacientes suspeitos ou diagnosticados com a Covid-19.

De acordo com Beto Preto, as unidades irão beneficiar a população não só em tempos de pandemia, mas vai ficar como um legado para a estrutura hospitalar.

“Estes hospitais já estavam no projeto do Estado e agora pudemos inaugurá-los como medida estratégica no enfrentamento desta doença. Esperamos que quando tudo isso passar, esses hospitais possam ficar como um legado de um atendimento definitivo para a população”.

O Governo do Estado vai colocar ainda o Hospital Regional de Guarapuava, com possibilidade de 30 leitos de UTI e 80 de enfermaria. A obra, que estava prevista para terminar apenas no próximo ano, foi antecipada justamente para ampliar o reforço de unidades exclusivas de enfrentamento à pandemia..

REGULAÇÃO DE LEITOS – A Secretaria de Estado da Saúde possui uma Central de Regulação de Leitos e uma ampla rede hospitalar onde são concentrados os pedidos de transferências de pacientes entre os serviços de saúde em todo o Paraná. A Regulação tem atuado também no controle e monitoramento dos leitos exclusivos Covid-19, desde o início da doença no Estado.

Últimas Notícias