Governo retoma estrutura parada há uma década e entrega 10 novos leitos de UTI no Hospital de Reabilitação
01/10/2019 - 18:50

inauguracao_UTI
A inauguração de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier marca a ampliação da rede de atendimento em alta complexidade e a integração de unidades ao Complexo Hospitalar do Trabalhador. Os novos leitos foram abertos para ampliar a retaguarda das cirurgias neurológicas e ortopédicas, voltadas à reabilitação dos pacientes que aguardam em filas de espera.

Com a abertura dos leitos, o hospital vai otimizar o atendimento das salas de cirurgia, passando de uma para quatro em funcionamento, justamente pela falta de local apropriado para a terapia intensiva. “Queremos descentralizar o atendimento da saúde. Queremos mais localidades para cuidar da população de todo o Paraná. Esta estrutura estava parada há mais de dez anos e agora reforça o Complexo do Hospital do Trabalhador, ampliando em muito a capacidade de atendimento. É um hospital importante a bem localizado na capital”, reforça o governador Ratinho Júnior.

Além do investimento em equipamentos, mobília e demais itens que integram a estrutura da unidade, a equipe de aproximadamente 60 profissionais entre médicos, enfermeiros e apoio administrativo também já está disponível. A previsão é aumentar de 37 para cerca de 400 cirurgias realizadas por mês até o fim do ano.

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, estima que a ampliação de leitos e da rede de atendimento se dará de forma constante nos próximos anos. “Nós, juntamente com o governador Ratinho, queremos levar estruturas aonde precisa, levar a saúde cada vez mais perto da população paranaense. Este é o nosso pensamento genuíno, e com a inauguração das UTIs mostramos o quanto trabalhamos para deixar a saúde mais eficiente. O espaço estava construído e parado há mais de uma década. Conseguimos colocar em funcionamento em pouco tempo e as cirurgias necessárias já serão realizadas por aqui”.

HISTÓRICO – O Hospital de Reabilitação iniciou suas atividades em março de 2008, com 80 leitos de internação e 20 leitos de UTI. Outros dez leitos de UTI permaneceram fechados e sem equipamentos até este ano, quando o governo estadual investiu R$ 1,5 milhão para colocar o espaço em funcionamento.

CHT – O Completo Hospitalar do Trabalhador incorporou o Centro Hospitalar de Reabilitação, o Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal (CAIF) e, em breve, o Centro de Referência Kennedy. Com as unidades em funcionamento, a proposta é que seja referência de atendimento no Brasil, ampliando assim a sua capacidade de oferta da alta complexidade para todos os paranaenses.
O diretor do CHT, Geci Labres de Souza Junior, prevê um crescimento exponencial não somente em quantidade, como na complexidade dos atendimentos e cirurgias. “Não são somente equipamentos e abertura de leitos que fizemos nesta data, após dez anos de espera. Já imaginamos o ambiente possibilitando a melhoria na condição e qualidade de vida de muitos paranaenses”, indica o diretor.

Participaram da cerimônia o deputado estadual Subtenente Everton; o diretor do Departamento de Apoio à Pessoa com Deficiência e de Políticas Públicas para Acessibilidade da Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho, Felipe Braga Côrtes; os prefeitos de Colombo (Beti Pavin) e Contenda (Carlos Alberto Stabach); o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak; o vereador Mauro Bobato; diretores da Secretaria de Estado da Saúde, funcionários e pacientes do Hospital de Reabilitação.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias