Secretaria da Saúde do Paraná implanta novo sistema de regulação desenvolvido pela Celepar
26/09/2019 - 15:30

O novo sistema informatizado já está em fase de implantação e até o dia 1 de outubro abrangerá todas as ações internas que envolvem a regulação ambulatorial e hospitalar do estado, como agendamentos de consultas e exames especializados, internação hospitalar, central de leitos, autorizações de procedimentos de alta complexidade e faturamento para o pagamento aos prestadores de serviços da área da saúde.

Foi totalmente desenvolvido pela Celepar – Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná e substitui a ferramenta produzida por empresa privada. O novo sistema recebeu o nome de CARE Paraná, Central de Acesso à Regulação do Paraná.

Care


“Estamos inovando com tecnologia produzida por profissionais do Estado e o sistema próprio, além de representar autonomia de gerenciamento de importante área da saúde, promoverá também uma redução de despesas de quase R$ 1 milhão por mês, valor pago pela manutenção do sistema, e que agora poderemos aplicar em outras ações; ao longo de quatro anos serão cerca de R$ 50 milhões de economia para novos investimentos em favor da saúde da população, como ampliação do número de consultas, mais exames e mais cirurgias. É desta forma que a atual gestão busca a inovação, com soluções que se revertam em benefícios para todo o paranaense”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Parte do novo sistema começou a funcionar na nova plataforma ontem, quarta-feira (25), com a migração de agendamentos de pacientes e liberação de ofertas para agendamentos.

A migração de todos os dados, com solicitações de leitos, internações e liberações de autorizações, acontecerá no dia 1º de outubro.

Sistema – O treinamento e a capacitação dos profissionais da área para a operacionalidade do novo sistema já vem acontecendo desde o mês de junho, com apoio da Escola de Saúde Pública do Paraná, que preparou aulas em ambientes virtuais e manual com o passo a passo sobre as funcionalidades da ferramenta. “Também estamos reduzindo despesas com utilização da expertise e plataforma de ensino à distância da Escola de Saúde Pública, para o treinamento da equipe, sempre de acordo com a intenção do Governo Ratinho Júnior, de agregar qualidade e visão inovadora à gestão”, destacou o diretor-geral da Sesa, Nestor Werner Junior.

Care
Segundo o ele, este é um grande passo que a Secretária de Estado da Saúde dá em sua organização como quem presta serviços à população. “É o primeiro de vários outros passos que daremos em relação à inovação, ao uso da tecnologia no dia a dia da Sesa”, disse.

Testes – O diretor-geral explicou ainda que várias operações estão sendo feitas junto a Celepar para testar o sistema em diferentes contextos. “É um sistema que envolverá toda a regulação de leitos, consultas e procedimentos do Estado e por isso os testes são importantíssimos. Tudo está funcionando de acordo, mas como se trata de uma grande mudança precisamos também prever um período de estabilização, de um mês a partir da implantação, e de seis meses para ajustes finos".

Hoje (26), diretoria e técnicos da Sesa e da Celepar realizaram reunião para avaliação das primeiras horas de migração do sistema e o resultado foi avaliado como positivo.

Últimas Notícias