Secretaria debate o serviço de Atenção e Verificação de Óbito no Paraná
25/11/2021 - 20:10

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, participou nesta quinta-feira (25), do 1º Encontro Sobre Serviço de Atenção e Verificação de Óbito no Paraná. O objetivo da reunião foi traçar novas diretrizes que envolvem a atenção ao óbito; desde o momento da ocorrência, reorganizar a rede de serviço e trocar experiências entre os órgãos municipal, estadual e federal presentes.

O Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) é responsável pela identificação das causas de óbito não violento por meio de autópsia, e foi criado para conferir agilidade na liberação da Declaração de Óbito (DO) de ocorrências sem esclarecimento da morte, consideradas inicialmente como natural.

“Estamos discutindo esse assunto com municípios e Ministério da Saúde. Muitas vezes esses serviços ficam em segundo plano, mas são fundamentais para efetivar todo o ciclo de vida do cidadão. É atestar se ele partiu por causa natural ou não, isso faz parte da estrutura pública e por isso estamos debatendo com os órgãos envolvidos nesse processo”, ponderou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O debate, envolveu representantes das Secretarias de Saúde de Curitiba e do Paraná, do Instituto Médico Legal (IML), do Ministério da Saúde, e das Regionais, além de uma visita presencial ao IML.

O Estado possui uma população estimada em 2020 de 11.538.518 habitantes (DATASUS/TCU, 2020) e anualmente, ocorrem aproximadamente 70 mil óbitos. Só na 2ª Regional de Saúde Metropolitana ocorrem, por ano, aproximadamente 22 mil óbitos, desses, 20% (4.400 óbitos) são em domicílio.

LINHA ATENÇÃO – Foi criada em 2020, uma Linha Atenção ao Óbito no Paraná, para orientar os municípios a estabelecer ações referentes ao auxílio às famílias nos óbitos domiciliares, ou fora dos estabelecimentos de saúde sem assistência médica; o aprimoramento das informações sobre mortalidade e o esclarecimento das causas de morte mal definidas.

PARTICIPAÇÃO – Participaram do encontro, Adriane da Silva Jorge Carvalho, Secretária Municipal de Pinhais, Nestor Werner Jr, Diretor-Geral da Sesa, Maria Goretti David Lopes, diretora de Atenção e Vigilância em Saúde(DAV), Vinícius Augusto Filipak, diretor de Gestão em Saúde Sesa, André Ribeiro Langowski, diretor do IML, Elisabete Mitiko Kobayashi, diretora superintendente do Hospital Universitário de Maringá, Raquel de Lima Barbosa, técnica da Coordenação Geral de Informações e Análise Epidemiológica do Ministério da Saúde, Yurian Ramayo Pérez Consultor Técnico da CGIAE/DASNT/SVS/MS, Acácia Maria Lourenço Francisco Nasr, coordenadora de Vigilância Epidemiológica Sesa, Sérgio Nascimento Pereira, coordenador SVO Cascavel, Carlos Edmundo Rodrigues Fontes, Professor associado do Departamento de Medicina da UEM, Greicy Cezar do Amaral, coordenadora da Educação Permanente 15ªRS, Solange Aparecida Nascimento, Chefeda Divisão de Vigilância em Saúde na 15ª Regional de Saúde de Maringá, além de diretores e representantes das Regionais de Saúde.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias