Secretário vistoria finalização da obra do Hospital Regional de Telêmaco Borba; estrutura deve começar a atender pacientes na próxima semana
26/05/2020 - 17:00

A necessidade de mais leitos para atender pacientes da Covid-19 fez com que muitos estados e o governo federal atuassem com estruturas temporárias, como Rio de Janeiro, São Paulo entre outros. No Paraná a estratégia de enfrentamento foi diferente, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior acelerou obras de três hospitais que estavam previstas para o segundo semestre. Uma delas é do Hospital Regional de Telêmaco Borba, região dos Campos Gerais, cuja previsão de abertura para atendimento é já na próxima semana.

A edificação foi inaugurada por diversas vezes desde 2010, mas ainda não  recebeu nenhum paciente. "Estamos aqui, nesta unidade hospitalar que é nova mas precisava de reparos e manutenção. Com essa parceria entre o governo do Estado e a Klabin, pudemos avançar, acelerar e em pouco mais de um mês teremos leitos em UTI e enfermaria voltados para os pacientes Covid-19 de toda a região de Telêmaco Borba", disse o secretário Beto Preto.

A aceleração no cronograma de obras de adequação desta unidade hospitalar está alinhada ao Plano de Contingência do Paraná para o enfrentamento da Covid-19. O documento determina as responsabilidades da Sesa e das Secretarias Municipais de Saúde do Estado no que tange o atendimento da emergência em decorrência da doença. O governo do Estado já investiu cerca de R$ 30 milhões.

A Klabin investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão em equipamentos, adequação e manutenção de estruturas de segurança e obras civis. Entre os itens que foram colocados em ordem pela companhia, estão: caldeira, instalações elétricas, hidráulicas e de gases, compra e instalação de aparelhos de ar condicionado, adequação das iluminações internas e externa do hospital, entre outros.

O diretor da Klabin, Arthur Canhisares afirmou que a indústria tem uma política de integração com a comunidade. “A Klabin entende que este suporte para o sistema de saúde da região é fundamental no enfrentamento da COVID-19. Essa doação segue a nossa Política de Sustentabilidade e materializa nossa atuação como empresa cidadã”, declarou.

O hospital passa a oferecer nos próximos dias 10 leitos de UTI e 40 leitos de enfermaria, prontos para atender a população de sete municípios: Telêmaco Borba, Curiúva, Imbaú, Ortigueira, Reserva, Tibagi e Ventania.

O secretário destacou a parceria entre os agentes públicos e privados para a reorganização do Hospital. "Uma parceria como esta precisa ser celebrada, ganha o governo, ganha a empresa, mas principalmente, ganha a população que terá leitos próximos de casa, caso seja necessário."
Nos próximos dias a instituição que será responsável pela gestão da unidade hospitalar receberá pacientes da região por meio do Complexo Regulador do Estado, através do Sistema CARE.

UNIDADE RENOVADA - O Prefeito de Telêmaco Borba, Márcio Matos destacou a importância da unidade hospitalar. "São mais de dez anos de espera. Estamos muito satisfeitos porque a cidade conta somente com hospitais particulares e há uma quantidade bastante grande de pacientes que se deslocam diariamente para receber atendimento em diversas regiões do Estado."

NOVAS ESTRUTURAS - Além de Telêmaco Borba, Ivaiporã e Guarapuava também terão reforço na quantidade de leitos.

PRESENÇAS - Estiveram presentes: o diretor-presidente da Esporte Paraná, Hélio Wirbiski , diretor-presidente da Funeas, Marcello Augusto Machado; diretor-geral da Paraná Edificações, Lucas Grubba Pigatto; diretor de Gestão em Saúde, Vinícius Filipak.

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias