Sesa divulga balanço do Dia D de combate à dengue no Estado
22/11/2022 - 11:26

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) realizou no último sábado (19) o ‘Dia D’ de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor das arboviroses dengue, chikungunya e zika. Foram removidas mais de 80 toneladas de objetos e resíduos que podem acumular água e realizadas ações de conscientização e intensificação das medidas de prevenção contra o mosquito, em várias regiões do Estado. Uma união de forças entre a população, gestores municipais e profissionais de saúde. 

De acordo com o boletim semanal desta terça-feira (22), o Paraná tem 1.538 casos confirmados, em 179 municípios, com 19.944 notificações de dengue e segue com três óbitos, moradores de Rolândia, Foz do Iguaçu e Maripá.

Para o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, essas ações são essenciais para não só chamar a atenção da sociedade, mas também alertar sobre o perigo. “A dengue mata e a melhor maneira de impedir a proliferação da doença é cuidando dos nossos quintais, seguindo as orientações de nossos agentes e repassando a informação”, enfatizou o secretário. 

A mobilização contra a dengue nas Regionais de Saúde contou com mutirões de limpeza, palestras educativas em escolas, feiras, além de orientações à população. Na Regional de Ponta Grossa (3ª RS), equipes da saúde, meio ambiente e residentes de Medicina Veterinária visitaram o cemitério do município de Carambeí, onde recolheram grande quantidade de lixo. Na Regional Maringá (15ª RS), mais de 23 mil alunos da rede municipal de ensino participaram de palestras, de forma lúdica, reforçando a importância dos cuidados não só no ambiente escolar, como também em casa.

PERIGO – Os pneus são possíveis focos do mosquito Aedes aegypti que, quando expostos, podem acumular água parada e favorecer a proliferação do vetor. Durante o sábado de mobilização, somente nas Regionais de União da Vitória (6ª) e Londrina (17ª) foram mais de 3 mil pneus recolhidos para uma destinação adequada.

“Tivemos muitas ações em todas as regiões. Um trabalho conjunto, que deve continuar, principalmente agora, com o período de chuvas. Nessa época do ano a atenção redobrada pode ajudar a diminuir a proliferação do mosquito”, alertou a coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte.     

Outros locais também propícios para a proliferação e que estão expostos à água da chuva são calhas e ralos entupidos, pratos e vasos de plantas, reservatórios de água para animais domésticos, caixas d’água e lajes. Contudo, é recomendado ficar atento a potenciais criadouros internos, como vasos sanitários desativados, coletores de água da geladeira e do ar-condicionado, suporte de garrafão de água, entre outros.

DIA D – A data marca o Dia Nacional de Combate à Dengue, que acontece sempre no penúltimo sábado de novembro. Instituída pela Lei nº 12.235/2010  tem como objetivo alertar sobre o problema, que todos os anos atinge milhares de pessoas em todo o país.

Confira o boletim completo AQUI

 

GALERIA DE IMAGENS