Sesa realiza encontro entre ouvidores regionais como instrumento de gestão
17/05/2022 - 14:56

Servidores que atuam nas ouvidorias das 22 Regionais de Saúde estão reunidos nesta terça-feira (17), no auditório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em Curitiba. Esta é a primeira reunião presencial da área desde o início da pandemia e tem como proposta a troca de experiências, o intercâmbio de conhecimento, palestra, visando o fortalecimento das ouvidorias e a divulgação de técnicas e ferramentas para o aprimoramento do serviço público. A abertura do evento foi feita pelo secretário de Estado da Saúde, César Neves, que destacou a importância e a relevância do trabalho feito pelos ouvidores junto à população.

“A Ouvidoria é um órgão excepcional sob o ponto de vista da transparência e da fidelidade às ações do executivo. É uma área técnica que lida com pessoas e por isso tem o papel em balancear os dois lados. Muitas vezes os cidadãos procuram a ouvidoria como última alternativa e é ali que encontram a solução pela qual ajuda em seus anseios”, destacou o secretário.  

Yohhan de Souza, o atual Ouvidor Geral do Estado foi um dos palestrantes. Ele atuou durante 15 anos na Sesa como Ouvidor do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná, e falou sobre suas experiências durante mais de uma década à frente da área.  

Para a atual ouvidora-geral da Saúde, Laís Ventura, as demandas regionais são semelhantes, envolvem medicamentos, hospitais e atendimento nos serviços públicos ofertados. “Trabalhamos em um conjunto e essa troca de experiências traz um resultado muito positivo para o nosso trabalho. Intermediamos as relações entre os cidadãos e a pasta, promovendo a qualidade da comunicação entre eles”, disse.  

Em 2021 a ouvidoria bateu recorde de atendimento aos usuários do SUS, chegando a 78.677 manifestações, com resposta em sete dias, em média. O desempenho do ano passado representa aumento de mais de 160% em relação a 2018, que registrou 30.329 atendimentos, com um tempo médio de resposta de 38 dias; e de 110% em relação a 2019, quando houve 37.479 manifestações, com 30 dias para a resposta. Em 2020 foram 48.115 atendimentos.

Um dos maiores destaques deste setor foi com o Centro Avançado de Informações (CAI), direcionado ao combate da desinformação e fake news sobre o novo coronavírus. A equipe reforçada por alunos bolsistas e servidores garantiu a orientação e esclarecimentos a cerca de 33.864 pessoas, somente sobre os assuntos relacionados à Covid-19.

TREINAMENTO – Durante o ano passado foram realizadas 201 capacitações para as Regionais de Saúde e unidades hospitalares, além de três encontros macrorregionais, resultando em uma troca de experiências entre os participantes.

GALERIA DE IMAGENS