Vacinação contra o sarampo segue até dia 31 de agosto
20/08/2020 - 17:41

A vacinação é a mais importante defesa contra a transmissão de doenças infecciosas, como o sarampo. Este ano no Paraná a vacinação tem prioridade para ampliar a cobertura em jovens adultos, pessoas entre 20 e 49 anos. Isso se deve ao fato deste público ter sido o maior infectado pelo sarampo no Estado no surto que teve início em agosto de 2019.

“Ficamos mais de 20 anos sem registro de sarampo no Paraná. Como as pessoas não estavam mais habituadas com a preocupação em relação ao sarampo, muita gente deixou se vacinar e cumprir o cronograma de doses de imunização. Isso deixou a população mais vulnerável ao vírus”, explicou o secretário da Saúde Beto Preto.

VACINAÇÃO – A indicação é que qualquer pessoa que não tenha certeza, ou não tenha documentação se tomou as doses da vacina contra o sarampo, que se desloque até uma unidade de saúde próxima da sua residência para colocar ‘em dia’ a vacinação. “Entre o calendário vacinal estão doses da tríplice viral, que protege além do sarampo também caxumba e rubéola, hepatites, poliomielite, entre outras”, disse o secretário estadual.

A vacinação é gratuita e as doses estão disponíveis em unidades de saúde gerenciadas pelos municípios. Para saber onde há vacina disponível, a pessoa deve verificar com a prefeitura da cidade em que reside e seguir direto ao local mais próximo, evitando aglomerações e deslocamentos desnecessários.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO – O Informe Epidemiológico do Sarampo reúne informações entre agosto de 2019 e o dia 19 de agosto de 2020. No total o Paraná registra 1.870 casos confirmados da doença. São 18 casos a mais que no informe anterior, porém são casos antigos, de meses anteriores, que estavam em análise no Laboratório Central do Estado.

“A vacinação é de extrema importância para encerrarmos esse surto de sarampo em curso. Queremos pedir, mais uma vez, para que as pessoas tomem a vacina”, finalizou Beto Preto.

Últimas Notícias